Seguidores

PENSAMENTOS DE SATHYA SAY BABA

“Você não necessita ir a parte alguma para procurar Deus. A Divindade está dentro de você. Assim como existem vários membros no corpo que são mantidos vivos por um único coração, o mesmo Deus é a força-vital para todos os seres. O universo inteiro é o reflexo do Ser Supremo. A visão (Dhrishti) determina sua percepção da Criação (Shrishti). Quando você olha o mundo através de lentes coloridas, você verá tudo com a cor das lentes que estiver usando. Você deveria considerar o que quer que aconteça como um presente de Deus. Amor é Deus. Viva em Amor. Essa é a maneira adequada de adorar Deus.” ***** “Onde houver um vazio em qualquer coração, o amor flui para ele e alegra-se por poder preenchê-lo. Ele nunca se contém e é oferecido em abundância, sem logro ou mentira. Ele não usa o manto da falsidade, da bajulação ou do temor. As gavinhas do amor aspiram a agarrar-se somente a Deus. Elas percebem que Deus reside, em Seu esplendor, em cada coração. Encontrar esse assento de Deus é a verdadeira devoção.” ***** Se um homem, hoje, está sob a influência da tristeza e da miséria, sua mente é a responsável por isso. Felicidade e tristeza, afetos e aversões, e os prazeres sensuais que o homem experimenta surgem da sua mente. Quando a mente está preenchida com o sentimento da dualidade, você sofre por tudo isso. Quando a mente for treinada para ver a unidade de toda a criação, não haverá perversões de qualquer tipo. Você deveria enfrentar tudo na vida com um sorriso. Nesse mundo dualista, é natural alternar ganho e perda. Você não pode evitar isso. Você não deveria desesperar quando enfrentar as adversidades e nem exultar quando a sorte sorrir para você. A adversidade é o ponto de partida para a bem-aventurança eterna.

À UM AUSENTE - DRUMMOND

Carlos Drummond de Andrade ________________________________________ A um ausente Tenho razão de sentir saudade, tenho razão de te acusar. Houve um pacto implícito que rompeste e sem te despedires foste embora. Detonaste o pacto. Detonaste a vida geral, a comum aquiescência de viver e explorar os rumos de obscuridade sem prazo sem consulta sem provocação até o limite das folhas caídas na hora de cair. Antecipaste a hora. Teu ponteiro enlouqueceu, enlouquecendo nossas horas. Que poderias ter feito de mais grave do que o ato sem continuação, o ato em si, o ato que não ousamos nem sabemos ousar porque depois dele não há nada? Tenho razão para sentir saudade de ti, de nossa convivência em falas camaradas, simples apertar de mãos, nem isso, voz modulando sílabas conhecidas e banais que eram sempre certeza e segurança. Sim, tenho saudades. Sim, acuso-te porque fizeste o não previsto nas leis da amizade e da natureza nem nos deixaste sequer o direito de indagar porque o fizeste, porque te foste.

AOS CONSUMIDORES DE DROGAS

(ALGODÃO)

Talvez você já tenha dito ou ouvido a infeliz afirmativa: Se eu uso drogas, o problema é meu, e ninguém tem nada a ver com isso. A droga só a mim prejudica.

Se você pensa dessa maneira, gostaríamos de lhe convidar a fazer algumas reflexões a respeito, sob outro ponto de vista.

Você já deve ter visto, ao vivo, pela TV ou nos jornais, a triste imagem de uma criança de oito anos de idade ou de um adolescente de doze, com uma metralhadora na mão, a serviço dos traficantes de drogas, não é mesmo?

São cenas chocantes e deprimentes, você há de convir...

No entanto, você jamais deve ter pensado que, usando drogas, está colocando o dinheiro na mão do traficante para que ele compre a arma e a coloque nos ombros dessas crianças.

Você já deve ter visto o sórdido espetáculo de uma mãe desesperada, com o coração sangrando e o rosto banhado em pranto, debruçada sobre o cadáver do filho querido que foi morto tentando fazer com que a mercadoria chegasse às suas mãos.

Você, que é consumidor, talvez não tenha se dado conta, mas é um dos responsáveis pela violência gerada nesse disputado mercado das drogas.

Você, que é usuário de drogas, ainda que seja de vez em quando, está contribuindo com a corrupção nutrida no submundo das drogas, e fomentando a disputa sangrenta pelo consumidor, que enche os bolsos dos poderosos do tráfico, dizimando vidas e matando esperanças.

Lamentavelmente, a grande maioria desses consumidores não percebe que o mal que causam está longe de ser um problema seu, como afirmam.

Não se dão conta de que seu vício é alimentado com sangue e lágrimas de muitos.

Em nome da satisfação de seu egoísmo, o consumidor de drogas deixa um rastro de sangue sem precedentes... E responderá por isso perante as Leis Divinas, sem dúvidas.

As mídias noticiaram o assassinato de um jornalista, que foi executado a sangue frio pelos donos do pedaço, que ele invadira, no cumprimento do seu dever de profissional comprometido com a verdade.

O povo se manifestou. Houve passeatas, protestos e pedidos de justiça. Muito louvável, não há dúvida.

Mas, quantos daqueles que empunharam a bandeira da paz e da justiça não terão contribuído para que aquela execução se realizasse?

Quantos executivos que, sentados em suas poltronas de luxo criticam a violência, sem se dar conta de que esta é alimentada pela farta mesada que colocam nas mãos de filhos viciados.

Você há de concordar que não haveria esse mercado infame das drogas se não houvesse o consumidor.

Quando vemos a cínica expressão de um prisioneiro que comanda o terror de dentro da prisão, temos que admitir que ele age dessa forma porque tem costas quentes, e está seguro de que nada lhe acontecerá.

E você, que é consumidor de drogas, está financiando esse mercado bilionário, alimentando esses tiranos cruéis que enriquecem graças a sua frágil vontade de encarar a vida de frente e de mente lúcida.

Mas essas não são as únicas desgraças que um viciado provoca. Há aquelas que acontecem dentro do seu próprio lar. Aquelas capazes de dilacerar um coração de mãe ou de pai, de irmão ou de filho, com atitudes inconsequentes e egoístas.

Se você ainda não havia pensado nessa questão sob esse ponto de vista, pense agora.

E, se pensar com sinceridade, perceberá que o vício está longe de ser um problema só seu, que só a você prejudica.

Faça um balanço urgente e tome a decisão acertada: boicote as drogas. Empobreça esses abutres que se alimentam das vidas dos dependentes descuidados.

Se lhe faltarem as forças, busque ajuda de profissionais especializados e confie seu coração àquele que foi e continua sendo o maior Psicoterapeuta de todos os tempos: Jesus Cristo.

Seu atendimento é gratuito, basta buscá-Lo através da oração.

Se as drogas ainda não destruíram por completo o seu senso crítico, reflita agora sobre tudo isso e mude o rumo dos seus passos.

Temos certeza de que você conseguirá.

Redação do Momento Espírita. Em 13.04.2009.

EUA VÃO INVESTIGAR INTEGRANTES DA UNIVERSAL

G1-12/11/2009

O promotor de Justiça Adam Kaufmann ajuda a Justiça brasileira a investigar Macedo e 9 representantes da Igreja Universal, suspeitos de estelionato, desvio de recursos e lavagem de dinheiro nos EUA

Os Estados Unidos decidiram abrir investigação criminal contra Edir Macedo e mais nove representantes da Igreja Universal do Reino de Deus. Eles são suspeitos de estelionato, de desvio de recursos e de lavagem de dinheiro em território americano. A investigação vai ser comandada por promotores de Nova York, com quem autoridades brasileiras fecharam um acordo de cooperação para este caso específico. O acordo estabelece a quebra de sigilo de contas bancárias ligadas à igreja. Os promotores americanos decidiram fazer essa investigação a pedido do Ministério Público de São Paulo, que denunciou à Justiça o fundador da Universal, Edir Macedo, e outros integrantes da igreja, por lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. As investigações em Nova York serão feitas pela promotoria criminal, que funciona em um prédio, em Manhattan. O chefe da Divisão de Combate a Fraudes e a Crimes Financeiros é o promotor de Justiça Adam Kaufmann. Ele colaborou outras vezes com autoridades brasileiras.

Foi o promotor Kaufmann quem pediu, e conseguiu, que a Justiça americana decretasse a prisão do ex-governador de São Paulo, Paulo Maluf, por desvio de dinheiro público e lavagem. E foi por meio da equipe de Kaufmann que as contas do banqueiro Daniel Dantas acabaram sendo bloqueadas. O promotor americano também já apurou crimes envolvendo igrejas, como contou em entrevista no mês passado, quando esteve no Brasil. "Há casos de igrejas que arrecadam doações de fiéis e depois usam esse dinheiro para financiar TVs, carros, um estilo de vida pessoal que nada tem a ver com a caridade. Esse é um tipo de fraude bem conhecida e bem documentada nos Estados Unidos", diz ele. No caso da Igreja Universal do Reino de Deus, os americanos vão se concentrar em Edir Macedo, o fundador, e nos outros nove réus que respondem a processo no Brasil por lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Os promotores vão conferir ainda as contas bancárias de cinco empresas ligadas à Universal: duas estão registradas em um prédio em São Paulo. Outra é a Rede Record de Televisão, que tem escritório também em Nova York. E as outras duas são a Investholding e a Cableinvest, elas foram abertas em paraísos fiscais, mas movimentam dinheiro nos Estados Unidos. Segundo o Ministério Público de São Paulo, elas fazem parte do esquema de desvio de doações da igreja. A acusação sustenta que o dinheiro doado legalmente pelos fiéis da igreja é desviado para empresas brasileiras ligadas à Universal. Depois, é mandado para as contas da Investholding e da Cableinvest lá fora. Mais tarde, o dinheiro volta na forma de empréstimos para a compra de bens que nada têm a ver com a igreja e com obras sociais. De acordo com a promotoria, foi assim, escondendo a origem do dinheiro, que Edir Macedo comprou propriedades, inclusive empresas de comunicação. A conclusão é que o dinheiro da igreja serviu para enriquecimento pessoal. O objetivo da quebra do sigilo de contas é saber exatamente de onde vêm e para onde vão os recursos que passam por bancos americanos, e juntar essas informações ao inquérito civil, ao procedimento investigatório e ao processo criminal em curso no Brasil. A promotoria de Nova York também decidiu abrir investigação nos Estados Unidos contra Edir Macedo e outros representantes da Igreja Universal, por suspeita de estelionato, de desvio de dinheiro de entidade religiosa e de lavagem de dinheiro em território americano. Logo no começo da apuração, 15 contas ligadas à igreja serão vasculhadas em Nova York, Miami e Jacksonville. Na entrevista que concedeu há um mês, antes da decisão sobre essa investigação, o chefe dos promotores americanos disse que só aceita cooperar com outros países nos casos em que considera as provas consistentes. E completou: “Quando o dinheiro se move pelo mundo, há uma grande chance de que ele passe por Nova York. Os criminosos não respeitam fronteiras e buscam todos os meios para salvar o que mandaram para fora. Mas o dinheiro deixa pistas pelo caminho, e o fundamental é seguir esses rastros”. O advogado Arthur Lavigne, que representa Edir Macedo, o fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, e a própria igreja disse que não tem conhecimento da cooperação entre autoridades brasileiras e americanas. Ele afirmou ainda que está tranquilo diante das investigações nos Estados Unidos.

AUMENTO DE CÉLULAS DO CÂNCER PODE SER CONTIDO

(Nós na Cachoeira do Urubu-Primavera-Pe.)

G1 – 12/11/2009

Cientistas fizeram cópias de parte da proteína Notch e bloquearam sua função reprodutora. Depois, injetaram o material em ratos com leucemia e as células cancerosas pararam de se multiplicar.

Cientistas americanos anunciaram uma descoberta promissora no combate à leucemia e a outros tipos de câncer. A reportagem é do correspondente Rodrigo Bocardi. Os cientistas imaginaram a fisiologia humana como um teatro de marionetes: em que os órgãos se movimentam e as células se desenvolvem porque alguma coisa puxa a corda. Com esta ideia em mente, o grupo de pesquisadores de Boston, no estado americano de Massachussetts, tentou encontrar uma forma de parar a evolução do câncer e descobriu uma maneira de desarmar uma proteína no organismo que controla o desenvolvimento das células. A proteína em questão é a Notch. Em laboratório, os cientistas fizeram cópias de parte dela e bloquearam a função reprodutora da proteína. Em seguida, injetaram o material de volta no sangue de ratos com leucemia e as células cancerosas pararam de se multiplicar. Os testes ainda não foram feitos em humanos e isso deve acontecer em dois anos. Mas os pesquisadores adiantam que a nova técnica deve funcionar também no controle de câncer de pulmão, ovário, pâncreas e intestino. Os cientistas dizem que vão tentar fazer o mesmo processo com mais proteínas que ajudam as células a se desenvolverem e, com isso, atacar outras doenças. Mas acrescentam que a descoberta de agora já serve como mais um passo para os laboratórios que buscam encontrar um medicamento capaz de combater o câncer, essa doença tão complexa e desafiadora

A PACIÊNCIA

( Minha nora Adriana Lúcia e a magistral Cachoeira do urubu)

Texto do Evangelho Segundo o Espiritismo

A dor é uma benção que Deus envia a seus eleitos;não vos aflijais,pois,quando sofrerdes;antes,bendizei de Deus onipotente que,pela dor,neste mundo,vos marcou para a glória no céu.

Sede pacientes.A paciência também é uma caridade e deveis praticar a lei de caridade ensinada pelo Cristo,enviado de Deus.A caridade que consiste na esmola dada aos pobres é a mais fácil de todas.Outra há,porém,muito mais penosa e,conseguintemente,muito mais meritória:a de perdoarmos aos que Deus colocou em nosso caminho para serem instrumentos do nosso sofrer e para nos porem à prova a paciência.

A vida é difícil, bem o sei.Compõe-se de mil nadas,que são outras tantas picadas de alfinetes,,mas que acabam por ferir.Se, porém,atentarmos nos deveres que nos são impostos,nas consolações e compensações que,por outro lado,recebemos,havemos de reconhecer que são as bençãos muito mais numerosas do que as dores.O fardo parece menos pesado,quando se olha para o alto,do que quando se curva para a terra a fronte.

Coragem amigos!Tendes no Cristo o vosso modelo.Mais sofreu ele do que qulquer de vós e nada tinha de que se penitenciar,ao passo que vós tendes de expiar o vosso passado e de vos fortalecer para o futuro.Sede,pois,pacientes,sede cristãos.Esta palavra resume tudo.

Joanna de Ângelis-Havre,1862

UM POUCO DE MIM...

A Lau recebeu o convite e repassou:

Para participar de um "meme". Para brincar deste meme é preciso: 1º Seguir as regras; 2° Levar o selo acima que identifica quem está, esteve ou estará na brincadeira 3º Completar as seguintes frases: a) Eu já... b) Eu nunca… c) Eu sei... d) Eu quero… e) Eu sonho… 4º Depois de completar a frase com suas respostas indique 5 blogs para dar seqüência à brincadeira.Com a autorização da anfitriã Eliane, "Re "nasceram mais 5 blogs. MEUS CONVIDADOS:

DORA,ANTONIO CAMPOS(abrindo o clube),DALTON,CARLOS,O TABAJARA,E BONDBLOG

Pense numa coisa difícil:Lembrar os endereços!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Por isto vai pelos nomes e os demais amigos sintam-se a vontade para levar o selinho e responder as perguntas.Eu respondi no blog da Lau!!

Bjsssssss amados!!!

PENSAMENTO PARA O DIA 11/11/2009

“Riqueza, educação, posição social etc. são inúteis sem o caráter. O caráter é como a fragrância da flor; dá valor e importância. Poetas, pintores, artistas e cientistas podem ser importantes em seu próprio campo, mas sem caráter eles não podem ter um prestígio verdadeiro. A pessoa pode perguntar-se se todos aqueles que, agora, são tratados com respeito pela sociedade têm um caráter que dê direito a serem considerados importantes, mas a sociedade está sujeita a modas que variam a cada dia. A natureza básica de um caráter perfeito é eterna e permanece a mesma independentemente das vicissitudes da sociedade. Entre as qualidades que compõem um caráter perfeito, estão o amor, a paciência, a calma, a firmeza, a caridade – essas são as qualidades mais elevadas e precisam ser honradas.” Sathya Sai Baba

O TEMPO É NOSSO AMIGO

(Eu,minha mãe e dois dos amores que o tempo nos deu) O tempo é nosso amigo Ele não traz só rugas, papadas e bunda caída...


 IVAN MARTINS


 Quem já teve oportunidade de namorar a mesma mulher com intervalo de alguns anos sabe: as pessoas melhoram. As duas pessoas. O sexo fica mais intenso, as conversas ganham outra densidade, a vida torna-se mais simples e o convívio, mais confortável. Aquilo que na juventude é problema chega ao futuro resolvido. Ou incorporado. É como se as pessoas parassem de ensaiar e se aproximassem, afinal, do seu papel verdadeiro na vida. Relaxam e desfrutam. Lembro de uma conversa recente, com uma amiga mais jovem, que se queixava de dificuldades no terreno do prazer. As coisas não acontecem com ela de acordo com o moderno manual do orgasmo feliz. O que fazer? Antes, minha resposta automática seria “análise”. Vai lá, discute e paga, com o tempo melhora. Hoje, embora eu acredite em psicanálise, acho que o segredo está na parte final da frase: com o tempo melhora. O prazer é resultado da experiência repetida e da segurança adquirida. E essas coisas crescem... com o tempo. A psicanálise apressa processos, com sorte inicia transformações que de outra forma não teriam lugar, mas apenas a passagem do tempo, com seu enorme e complexo efeito sobre nós, é realmente capaz de simplificar coisas que na juventude parecem totalmente misteriosas ou inacessíveis. Como sexo e prazer. Por que falar disso? Porque eu tenho a impressão de que as pessoas, homens e mulheres, estão vendo o tempo sob uma única dimensão: a do envelhecimento. Tempo virou sinônimo de bunda caída, papada e rugas. Tempo traz barriga, careca e Viagra. Tempo só nos enfeia e nos debilita. No fim da linha, nos mata. É o inimigo. Um pesadelo que se mede em tic-tacs do relógio, do qual se foge permanentemente. Mas será mesmo isso? • Acho que não. Assim como o prazer, que cresce com o tempo, outras dimensões fundamentais da existência se tornam melhores à medida que o tempo passa. Sem pensar muito, me lembro de uma, importantíssima: a capacidade de lidar com as pessoas e com as situações. A falta de traquejo social dos jovens é um fardo horrível. Ela produz angústias e equívocos em quantidades astronômicas. Ainda bem que passa. Outra coisa que melhora com o tempo é a autocrítica. Lembra de ser adolescente e se achar uma droga em TODOS os sentidos: a cara, o corpo, o jeito, a personalidade? Até da família se tem vergonha nessa época. Uma das melhores coisas da vida é deixar para trás esse sentimento agudo de inadequação e começar a gostar de si mesmo, ainda que moderadamente. Eu, por exemplo, gosto mais de mim hoje do que gostava aos 20 anos, embora na época eu me achasse um gênio e hoje tenha uma percepção muito clara das minhas limitações – e dos meus talentos. Acho que acontece assim com boa parte das pessoas. Gosto de pensar que a gente melhora também no terreno das ideias. A coisa toda vai ficando mais refinada, menos óbvia, verdadeiramente interessante. A gente já viu uma coisa e outra e as leituras e vivências começam finalmente a convergir na direção do entendimento. O mundo parece confuso e incerto, mas ele é assim mesmo. Desaparecem a certeza dogmática e as respostas automáticas. Em algum momento vem um vislumbre de sabedoria que sugere uma compreensão maior das coisas no futuro. Das coisas e das pessoas. Claro, a esta altura da coluna alguém estará dizendo: bobagem! Aos 20 anos eu era mais bonita, mais esperançosa e a vida era muito mais divertida. Aos 30 eu fazia tudo o que queria. Era assim mesmo? Tenho dúvidas sinceras. Frequentemente eu tenho impressão de que as pessoas fazem uma leitura quantitativa do próprio passado. Eu saia mais, eu transava mais, eu fazia mais coisas. Mais ou melhor? Eu posso me lembrar de centenas de fins de semanas chatos que eu passei aos 20 e tantos anos e aos 30 e tantos anos cheios de coisas barulhentas para fazer. Inclusive sexo. Dançar bêbado no centro acadêmico até parar no hospital é uma maravilha! Ou não? Tentar comer (mal) todas as garotas do trabalho porque você acabou de se separar e não suporta estar sozinho é genial! Ou não? Como eu disse, tenho dúvidas sinceras. Por outro lado, tenho certeza de que a vida continua. E que a gente vai tendo experiências únicas e construindo memórias indeléveis, apesar do tic-tac do relógio. A cada par de semanas, ou meses, ou anos, vivemos novos momentos únicos de ternura e de prazer. E eu suponho que eles são ainda mais ternos e mais prazerosos porque nossa cabeça é melhor do que era uns anos atrás. Porque nós sabemos mais. Porque melhoramos. Um dos problemas que eu percebo ao meu redor – muitas vezes em mim mesmo – é o desejo de congelar a existência. As pessoas repetem comportamentos e perseguem sensações que já deveriam ter ultrapassado. Se um adulto agisse com a espontaneidade das crianças a vida inteira seria percebido como maluco. Se outro exibisse a instabilidade e a raiva dos adolescentes na maturidade também seria tratado como doente. Mas muitos de nós tentamos desesperadamente manter o corpo, as emoções e o comportamento de uma pessoa de 20 anos (embora tenhamos, 30, 40, 50 ou 60) e “todo mundo” acha mais ou menos normal. Mas não é, né? A vida exige renovação de repertório. Claro, tenho saudades de quando tinha 14 ou 18 anos. Agora mesmo eu fui à cozinha buscar uma lata de cerveja e vi a luz da lua refletida na cerâmica do piso. Faz calor, o verão chegou. Lembro de entrar na casa da minha mãe, na minha casa de adolescente, vendo no céu a lua enorme e sentindo o cheiro adocicado da dama da noite que crescia no quintal. Como esquecer aquela sensação de estar vivo? Mas, dias atrás, fui levar meu filho mais novo à casa da mãe dele, a casa dele. Era noite, fazia calor e pairava na porta da casa um perfume delicioso. “É jasmim?”, eu perguntei. “Não, pai, é dama da noite”, ele respondeu. Vê? Tudo se liga, tudo se combina, tudo se renova. O passado está aqui, a vida continua. E o tempo, de alguma forma, está do nosso lado

LIÇÃO DO LULA

Você leu? Em reunião da coordenação política do governo, Tarso Genro disse "interviu" em determinado assunto. Lula corrigiu prontamente: "Tarso, é interveio". Diante do semblante intrigado do ministro da Justiça, o presidente completou em tom compreensivo: "Muita gente fala interviu, mas é interveio". Viva! Lula estudou. Aprendeu que intervir se conjuga como vir, de quem é filho obediente. O presente é moleza: eu venho (intervenho), ele vem (intervém), nós vimos (intervimos), eles vêm (intervêm). A única diferença é o acento. Vem termina em em. Mas só tem uma sílaba. Por isso não recebe acento. É o caso de bem, cem, tem. Mas intervém tem mais de uma sílaba. É oxítona (a sílaba tônica é a última). Encaixa-se na regra do também, ninguém, porém, armazém. Calos no pé E o passado? O pretérito perfeito é verdadeira armadilha. Na hora dos discursos, muitos caem como patos. Foi o caso de Tarso Genro. Ele se esqueceu de que intervir pertence à família de vir. Ambos se conjugam do mesmo jeitinho, sem tirar nem pôr: eu vim (intervim), ele veio (interveio), nós viemos (interviemos), eles vieram (intervieram). O futuro e imperfeito do subjuntivo? Ops! São calos no pé. Formam-se da 3ª pessoa do plural do pretérito perfeito do indicativo menos o -am final — eles vier(am). Logo: se eu intervier, ele intervier, nós interviermos, eles intervierem; se eu interviesse, ele interviesse, nós interviéssemos, eles interviessem. Resumo da opereta: o diabo só é feio quando desconhecido. Sábado, 19 de setembro de 2009 DO BLOG DE DAD SQUARISI

EU TE AMO

Nelim Monti Tu que chegas cansado... E cheio de amor Vens para meus braços e encontrarás carinho Nunca te esqueci e vivo tão sozinha... No meu leito encontrarás o calor de um ninho. Mas... Que para mim não sejas somente "Eu te amo" Sejas meu refúgio, meu suporte e muito mais. Que em teus braços eu sinta a certeza e nas incertezas o teu reclamo Sejas minha mata inspiradora Minha luz, o meu archote. E quando o frio da vida chegar, sejas meu fogo a abrasar Me alivias as dores com fagulhas de amor. Redobras teus sonhos, encantas alegras, me beija e sejas muito mais que "Eu te Amo" E quando a luz do sol, radiosa iluminar o caminho, essa estrada deserta e fria, podes partir, pois já não estarei sozinha. ***

AZUL

AZUL

PERNAMBUCO

PERNAMBUCO
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

QUER PERSONALIZAR SEU BLOG?CLIQUE NO SELO E FALE A MERI!!!!