Seguidores

A TODOS VOCÊS...

Mais um ano que caminhamos juntos vai chegando ao fim. Procuro no meu coração as palavras e não sei se encontro. Devo, talvez, ter que ir mais fundo.

Penso que o segredo de nos darmos bem é que quando falo, o faço com o coração e quando escutam, o fazem com o coração. É dessa forma que meu coração se sente compreendido e o de vocês se sente reconfortado. Fazemos uma troca.

Eu queria fazer um resumo do ano que passou, mas não acho que tenha sido um ano particular, apenas a continuidade dos tantos outros, onde vemos, infelizmente, que a humanidade caminha para a direção contrária: muitas coisas que antes nos surpreendiam começam a ser "naturais" pois o mundo evoluiu.

Vemos que muitos valores foram invertidos: o que é anormal, tornou-se comum; o que é imoral, tornou-se corriqueiro; a violência nos revolta, mas não nos impede de dormir; antes, compreendíamos nossos pais com um simples olhar, hoje tudo é diferente.

Muitas pessoas procuram a profissão onde vão ganhar mais e poucos são os que ainda fazem alguma coisa por paixão. É isso...

Falta paixão no mundo! O materialismo tomou conta de muitas coisas e muito poucos são os que ainda abraçam uma causa e seriam capazes de dar tudo por ela. O "eu" tornou-se rei e como há muitos eus espalhados pelo mundo, há muitos reis também, que pensam-se poderosos e acima de tudo. E ninguém está acima de tudo enquanto os homens não conseguirem controlar o mar e o tempo.

Nada no mundo se compara à paz de espírito, ao sentimento de ter feito o bem, ao conforto de olhar nos olhos dos que precisaram de alguém e conseguiram encontrar uma presença.

O que o mundo precisa é disso: a paz, que só encontramos quando nosso coração se sente saciado e um coração precisa de amor para se alimentar.

Se tiver que deixar uma mensagem a vocês, deixo esta aqui:

não desacreditem na vida, nem no bem, nem na força do bem e, acima de qualquer coisa, não desacreditem em Deus!

O mundo está abandonado a si mesmo, mas aqueles que voltam-se para Deus estão ancorados.

Cultivem o amor, a paz, a alegria, o sorriso e tratem as pessoas com o mesmo respeito, amor, compreensão, como gostariam de ser tratatos.

Ninguém deve sentir vergonha de falar sobre Deus, de defender uma causa justa, de se sentir diferente num mundo onde todo mundo quer fazer igual. Pessoas especiais são pessoas especiais.

Muitos são os que avistam a porta do paraíso, mas, creiam, só as pessoas especiais são capazes de passar por ela.

Que o Senhor guarde a união no seio de cada família, que as pessoas se dêem as mãos e não larguem quaisquer que forem as circunstâncias, que a vida seja repleta e que a solidão torne-se uma vaga lembrança!

Obrigada a cada um de vocês por compartilhar comigo dessa caminhada na qual acredito de todo meu ser.

Com muito amor, tenham um ano de paz, de muita luz!

Letícia Thompson

************

Imagem do site garganta da serpente

A CIRURGIA PLÁSTICA QUE CURA ENXAQUECAS

ALESSANDRA NOGUEIRA em 6.08.2009 Stacy Porter, 29, não lembrava o tempo quando não sofria de uma impiedosa enxaqueca antes de fazer uma cirurgia que mudou a vida dela em oito anos. “Fui diagnosticada com enxaqueca quando tinha dois anos de idade. Eu tinha uma dor severa de enxaqueca em cerca de 15 dias por mês”, relembra a executiva de marketing de New Philadelphia, Ohio, EUA. Os sintomas de Stacy incluíam dor palpitante nas têmporas, náusea e sensibilidade severa a luz, em que ela precisava usar óculos escuro para fazer exame final na escola ou faculdade. Nenhuma das drogas usadas para prevenir a enxaqueca ajudou. O único alívio para ela vinha de medicamentos que amenizavam a dor, mas a deixava se sentindo drogada e fora de si. Tudo mudou quando, aos 21 anos, Stacy fez uma cirurgia similar daquelas feitas tipicamente para remover rugas. “Depois disso nunca mais tive outra enxaqueca”, conta. O cirurgião plástico Bahman Guyuron, da Case Western Reserve University, disse que o resultado de Stacy é comum, e um estudo recente dele sobre isso foi publicado. Lifting da região frontal acaba com a enxaqueca Na última década, Guyuron tem tratado mais de 400 pacientes que sofrem de enxaqueca com uma versão modificada do tradicional ergumento cirúrgico da região frontal. Ele conta que a maioria do tratamento tem mostrado uma dramática melhoria. Seu novo estudo publicado foi feito para convencer críticos que ainda são céticos no uso da cirurgia plástica para tratar enxaquecas. O cirurgião e seus colegas selecionaram 75 pacientes aleatoriamente com sintomas iniciados em locais específicos de enxaqueca para fazer cirurgia real ou falsa. Os pacientes não sabiam qual tipo de cirurgia iriam receber. No grupo da cirurgia real, os nervos foram cortados em lugares específicos da enxaqueca. Em alguns casos, como o de Stacy, o nervo era o mesmo cortado para eliminar rugas. Em outros, o nervo era cortado para aliviar as linhas entre as sobrancelhas (de franzir). A cirurgia age como as injeções de Botox – agora usado consideravelmente, embora não seja aprovado para tratamento de enxaquecas. De fato, os pacientes do grupo de cirurgia real, receberam antes injeções de Botox para determinar se eles eram bons candidatos para cirurgia. Ao todo, 49 pacientes receberam a cirurgia de verdade, e 26 a cirurgia de mentira. Um ano depois, 83% do grupo da cirurgia efetiva informaram que houve 50% de redução de enxaqueca, comparado com 57% do outro grupo. Ainda mais surpreso, 57% dos pacientes da efetiva tiveram eliminação completa da enxaqueca, comparada com apenas 4% dos pacientes da cirurgia falsa. O estudo aparece na edição de agosto na revista Plastic anda Reconstructive Surgery. “Nós não vemos resultados como esses nos estudos da enxaqueca. Até mesmo as pessoas mais céticas terão de aceitar que existe algo nisso”, analisa Guyuron. A cirurgia não é para todos Segundo Guyuron, a cirurgia não é uma boa opção para pacientes que tem enxaquecas esporádicas e para aqueles que reagem bem aos tratamentos preventivos. “Nós estamos falando algo entre 10 a 15% de pacientes com enxaqueca que seriam bons candidatos para cirurgia”, completa. O neurologista, Richard B. Lipton que dirige a unidade de dor de cabeça no Montefiore Medical Center, no Bronx, diz que o projeto do estudo e o resultado dramático ajudou a convencê-lo que a abordagem cirúrgica é legítima. “Eu era cético a respeito disso, mas apesar dos meus melhores esforços para não ser, estou muito animado com os resultados”, conta. Lipton mostrou preocupação no estudo dos participantes que, deveriam na realidade, saber sobre o tratamento que eles estavam recebendo, o que pode ter afetado nos resultados. Alexander Mauskop, que dirige o New York Headache Center, teve a mesma reserva sobre o processo. Mauskop foi um dos primeiros especialistas em dor de cabeça nos EUA em usar botox regularmente para enxaqueca, e trata agora cerca de 60 e 70 pacientes por mês com 70% de efeito. Os pacientes injetam tipicamente Botox a cada três meses, custando de $750 a $1,000 por aplicação. “O problema que tenho com a cirurgia é que as dores de cabeça vêm e vão. Elas [dores] podem acabar com a menopausa (…). A cirurgia é um tratamento permanente para uma condição que raramente é permanente”, explica. Mauskop oferece a seus pacientes, diversas opções de tratamento variando desde as terapias com drogas tradicionais a alternativos como a acupuntura. O médico Robert Kunkel tem tratado enxaqueca por mais de quatro décadas na Clínica de Cleveland, e serve no conselho da National Headache Foundation. De acordo com Kunkel, ele tem visto muitas abordagens cirúrgicas indo e vindo durante sua carreira. “Existe muita animação, mas nenhuma realmente durou”, diz. Mas, Stacy Porter diz que não há dúvida que, como ela, muitos pacientes com enxaqueca intratável podem ser ajudados com a cirurgia. “Mudou minha vida completamente. Eu voltei para fazer um checkup com o Dr. Guyuron por sete anos (…). E ele e eu sempre nos emocionamos toda vez que vou lá”, finaliza.
[WebMD, agradecimentos ao Dr. Dourado]

CONVITE DA CORAGEM

CONVITE DA CORAGEM EMMANUEL/CHICO XAVIER Aceita-te,tal qual és,fazendo de ti o melhor que puderes. Não lamentes as vantagens perdidas. Acima de qualquer desapontamento, continua amando as tarefas que te honram a existência com os recursos que te foram colocados nas mãos. Constrói, sempre que possível, o otimismo e a alegria, em derredor de teus passos. A tristeza inerte não auxilia a ninguém. Não carregues consigo a sucata de teus desencantos e frustrações. Desengano é esclarecimento. A coragem da fé em DEUS te fará alavanca de apoio na travessia dos obstáculos. Não te aflijas por benefícios que ainda não possuis. Age para o bem e teu dia de êxito chegará. EMMANUEL/CHICO XAVIER

A PULSEIRINHA DO SEXO - ANDRES VERAS

Os jovens aderem à moda dos braceletes coloridos – muitos deles sem saber de seu significado erótico São pulseiras comuns, que qualquer garota usaria para ir ao colégio, feitas de silicone, em cores vibrantes e de aparência inocente. Mas nos últimos dias passaram a deixar muitos pais preocupados com rumores sobre seu verdadeiro significado. Segundo um modismo que surgiu na Inglaterra e chegou ao Brasil recentemente, arrebentar a pulseira de determinada cor obrigaria o portador da pulseira a se submeter ao ato correspondente àquela cor. Pulseira amarela, por exemplo, equivaleria a um abraço. Pulseira preta, a sexo. Não se sabe como surgiu esse código nem como ele se espalhou entre os adolescentes. Na Inglaterra, as pulseirinhas ganharam o nome de shag bands (algo como “pulseiras da transa”). Lá também surgiu o jogo chamado “snap” (estouro, na tradução do inglês) e o dicionário de cores (leia o quadro abaixo). O assunto chamou a atenção da imprensa e virou motivo de alarde entre pais e educadores quando crianças do ensino fundamental começaram a usar as pulseiras. Não demorou muito para a novidade se espalhar pela internet e chegar ao Brasil. Redes sociais como Orkut e Facebook têm comunidades dedicadas aos fãs das pulseiras. Uma delas já reunia 40 mil seguidores na semana passada, a maioria perfis de crianças e adolescentes. Embora seja comum encontrar jovens com o braço carregado de pulseiras, parte deles parece desconhecer seu significado. “Eu parei de usar quando descobri, mas vejo um monte de meninas do fundamental usando sem saber”, diz a estudante Bárbara Campos, de 15 anos, aluna de um colégio particular de São Paulo. Seu namorado, no entanto, ainda carrega três pulseiras no pulso: uma preta, uma branca e uma vermelha. “Se outra menina estourar as pulseiras dele, eu vou ficar muito brava.” Vendidas por camelôs em qualquer cidade grande brasileira, a novidade ficou conhecida por aqui como pulseira cool (legal, na tradução do inglês), pulseira da amizade ou pulseira da malhação. Um pacote com 20 unidades, de cores sortidas, custa cerca de R$ 1. Entre os mais jovens e os que não levam o sentido do snap a sério, as pulseiras também resumem o “currículo” sexual da pessoa. Vale a mesma regra das cores: quem já fez sexo pode exibir sua pulseira preta. Os mais “populares” costumam usar a cor dourada. Como pais e educadores deveriam reagir diante da conotação sexual de uma inocente pulseira de silicone? “Proibir não adianta, porque o adolescente pode se sentir excluído quando vir que os colegas continuam usando”, diz a psicóloga Denise Diniz, da Universidade Federal de São Paulo. “Os pais devem aproveitar a oportunidade para debater sexualidade em casa.” Os colégios se dividem entre proibir ou ignorar o uso das pulseiras. “Acreditamos que esse jogo não passe de um modismo, mas os pais podem e devem impor seus limites, sem alarde”, diz Silvana Leporace, coordenadora educacional do Colégio Dante Alighieri, em São Paulo. Modismo ou não, não custa nada para os pais dar uma olhadinha no que os filhos andam usando no pulso. ADEUS Á INOCÊNCIA... O SIGNIFICADO DE CADA UMA DAS CORES DAS PULSEIRAS AMARELA – ABRAÇAR, LARANJA – MORDER COM CARINHO, ROXA – BEIJAR COM A LÍNGUA, VERMELHA – FAZER DANÇA ERÓTICA, VERDE – CHUPAR O PESCOÇO, BRANCA – A MENINA DECIDE, AZUL – A MENINA FAZ SEXO ORAL, ROSA CLARO - -O MENINO FAZ SEXO ORAL, PRETA – FAZER SEXO, DOURADA – TODOS OS ITENS ACIMA

NÃO É SÓ O POVO QUE ESTÁ NA M...

Não é só o povo que está na m... RUTH DE AQUINO é diretora da sucursal de ÉPOCA no Rio de Janeiro raquino@edglobo.com.br O presidente Lula é hoje um mestre do marketing e da oportunidade. Não foi sempre assim. O país – que lhe garante mais de 80% de popularidade – sentirá saudades de suas tiradas surpreendentes. Já imaginaram as manchetes com Dilma ou Serra? Nesta semana, Lula “se revoltou” contra a corrupção. Só agora, no fim de dois mandatos, deseja transformar a corrupção em “crime hediondo”. No Nordeste, em comício, prometeu saneamento básico para “tirar o povo da ‘merda’”. Em discurso em Brasília, desejou um Natal fornido de panetones. Todo mundo riu. Eu também. O palavrão não me chocou. Quem já esteve em favelas urbanas e nos rincões remotos do país sabe que é essa a realidade de quem vive sem esgoto e dorme com os filhos ao lado de valões abertos. Um presidente poderia usar outra palavra, em respeito à liturgia do cargo, mas Lula se lixa para isso. Sem defender o uso público de palavras chulas, diria que a declaração do presidente não falseia a vida real. É uma imagem crua, sem manipulação digital ou reticências, à maneira desabrida de Lula. O povo precisa mesmo de saneamento básico para viver com um mínimo de dignidade e saúde no século XXI. Mas Brasília não pode ser esquecida. Seria uma injustiça. O Congresso e os partidos políticos, incluindo o PT, também precisam de saneamento básico. O ano de 2009 está fechando com chave de cadeia. Os vídeos de José Roberto Arruda e sua corte exalam um odor semelhante ao dos lugares desassistidos pelo poder público. Os escândalos são insidiosos e malcheirosos: se não há mão forte contra a corrupção, se existe condescendência com mensaleiros... se assim é hoje, assim será no ano que vem e nos outros anos, não importa quem passe a ocupar o Palácio do Planalto. Os bobos da corte seríamos nós se acreditássemos nesse baboseirol de “corrupção hedionda”. Rolam no Congresso há vários anos quatro projetos de lei da oposição para transformar a corrupção ativa e passiva em “crime hediondo”. Lula apenas os requentou com seu senso de oportunidade, para aplacar a indignação do eleitorado. É uma proposta inócua e demagógica, não importa de quem venha. Lula usou uma imagem crua. Mas não é só o pobre que vive no esgoto – não podemos esquecer Brasília Crime hediondo não é o crime com requintes de crueldade. Mas o mais revoltante, o que provoca maior aversão na comunidade, o mais reprovado pelo Estado. Em estado puro de dicionário, “hediondo” significa ato repugnante, imundo e sórdido. De que adianta a corrupção ser considerada crime hediondo se os políticos culpados continuarem soltos, gozando de seus privilégios? Um exemplo de como a nomenclatura não funciona é o caso do jornalista Pimenta Neves, ex-diretor de jornal, condenado a 18 anos por homicídio duplamente qualificado, crime hediondo. Ele matou em agosto de 2000 a ex-namorada e também jornalista Sandra Gomide com um tiro pelas costas e outro no ouvido esquerdo. E, apesar de réu confesso, ficou apenas sete meses na prisão. Se Pimenta Neves tem direito a viver em liberdade, o que aconteceria com políticos, prefeitos e governadores corruptos? Nada, nada... e nada. Se o objetivo é combater a sensação de impunidade no Brasil, urge mudar os critérios de nossa Justiça. Direito à progressão de regime e direito a recorrer em liberdade até se esgotarem todas as instâncias – para condenados por crimes hediondos? O Supremo Tribunal Federal precisa revisar essa tolerância extrema e nociva. “A punição tem de ser para o corrupto e para o corruptor. Ainda vai sair muita manchete com casos de corrupção. Prefiro que saia muita manchete do que não sair nada, e a gente estar sendo roubado e não sabe”, disse Lula. Concordo com o rigor do presidente. Pena que o Supremo prefira, às vezes, que não saia nada. Em votação na quinta-feira, o STF manteve a censura prévia a O Estado de S. Paulo. Desde julho, o jornal está proibido de publicar reportagens sobre as empresas de Fernando Sarney, filho do presidente do Senado. Os juízes decidiram que o caso será julgado na terra natal dos Sarneys, o Maranhão – exatamente onde Lula prometeu “tirar o povo da ‘merda’”. Precisamos muito de saneamento básico, presidente.

SPORT É CAMPEÃO NACIONAL DE 1987.....

FLAMENGO,PARABÉNS PELO PENTA!!!!! Sport é campeão nacional de 1987, informa CBF O Flamengo sagrou-se campeão nacional no último final de semana e uma velha polêmica ressurgiu: o time carioca é penta ou hexa? Da Redação do pe360graus.com O Campeonato Brasileiro de 1987 protagoniza uma das maiores polêmicas do futebol nacional. Cariocas e recifenses reclamam o título daquele ano. A vitória do Flamengo sobre o Grêmio no domingo reacendeu uma briga que dura mais de 20 anos. De um lado, os flamenguistas comemoraram o hexacampeonato, do outro, torcedores do Sport relembraram que o time do Rio de Janeiro conta um título a mais, visto que em 1987 o time pernambucano levantou a taça. A CBF, entidade máxima do futebol nacional, lançou em seu site uma lista atualizada dos campeões nacionais desde 1971. O veredicto foi a favor dos pernambucanos: Sport aparece na lista como campeão de 1987, ao lado do vice Guarani. A tabela completa pode ser conferida aqui. **************** ********************** Campeões A B C D Campeonato Brasileiro Série A ANO. Campeões desde 1971 VICE 2009 C. R. Flamengo (Rio de Janeiro) S. C. Internacional (Rio Grande do Sul) 2008 São Paulo F.C (São Paulo) Grêmio Football PA (Rio Grande do Sul) 2007 São Paulo F.C (São Paulo) Santos F. C. (São Paulo) 2006 São Paulo F.C (São Paulo) S. C. Internacional (Rio Grande do Sul) 2005 S. C. Corinthians (São Paulo) S. C. Internacional (Rio Grande do Sul) 2004 Santos F. C. (São Paulo) C. Atlético Paranaense (Paraná) 2003 Cruzeiro E.C (Minas Gerais) Santos F. C. (São Paulo) 2002 Santos F. C. (São Paulo) S. C. Corinthians (São Paulo) 2001 C. Atlético Paranaense (Paraná) A. D. São Caetano 2000 C. R. Vasco da Gama (Rio de Janeiro) A. D. São Caetano 1999 S. C. Corinthians (São Paulo) C. Atlético Mineiro (Minas Gerais) 1998 S. C. Corinthians (São Paulo) Cruzeiro E.C (Minas Gerais) 1997 C. R. Vasco da Gama (Rio de Janeiro) S. E. Palmeiras (São Paulo) 1996 Grêmio Football PA (Rio Grande do Sul) A. Portuguesa de Desportos 1995 Botafogo F. R. (Rio de Janeiro) Santos F. C. (São Paulo) 1994 S. E. Palmeiras (São Paulo) S. C. Corinthians (São Paulo) 1993 S. E. Palmeiras (São Paulo) E. C. Vitória (Bahia) 1992 C. R. Flamengo (Rio de Janeiro) Botafogo F. R. (Rio de Janeiro) 1991 São Paulo F.C (São Paulo) C. A. Bragantino (São Paulo) 1990 S. C. Corinthians (São Paulo) São Paulo F.C (São Paulo) 1989 C. R. Vasco da Gama (Rio de Janeiro) São Paulo F.C (São Paulo) 1988 Bahia (Bahia) S. C. Internacional (Rio Grande do Sul) 1987 Sport Clube Recife (Pernambuco) Guarani F. C. (São Paulo) 1986 São Paulo F.C (São Paulo) Guarani F. C. (São Paulo) 1985 Coritiba F. C. (Paraná) Bangu A. C. (Rio de Janeiro) 1984 Fluminense F. C. (Rio de Janeiro) C. R. Vasco da Gama (Rio de Janeiro) 1983 C. R. Flamengo (Rio de Janeiro) Santos F. C. (São Paulo) 1982 C. R. Flamengo (Rio de Janeiro) Grêmio Football PA (Rio Grande do Sul) 1981 Grêmio Football PA (Rio Grande do Sul) São Paulo F.C (São Paulo) 1980 C. R. Flamengo (Rio de Janeiro) C. Atlético Mineiro (Minas Gerais) 1979 S. C. Internacional (Rio Grande do Sul) C. R. Vasco da Gama (Rio de Janeiro) 1978 Guarani F. C. (São Paulo) S. E. Palmeiras (São Paulo) 1977 São Paulo F. C. (São Paulo) C. Atlético Mineiro (Minas Gerais) 1976 S. C. Internacional (Rio Grande do Sul) S. C. Corinthians (São Paulo) 1975 S. C. Internacional (Rio Grande do Sul) Cruzeiro E.C (Minas Gerais) 1974 C. R. Vasco da Gama (Rio de Janeiro) Cruzeiro E.C (Minas Gerais) 1973 S. E. Palmeiras (São Paulo) São Paulo F.C (São Paulo) 1972 S. E. Palmeiras (São Paulo) Botafogo F. R. (Rio de Janeiro) 1971 C. Atlético Mineiro (Minas Gerais) São Paulo F.C (São Paulo)

SAUDADES DE SUA VOZ

A Revista Época (nº 601 de 23/11/2209),nos brindou com uma lição de amor,de vida e de compromisso com as responsabilidades assumidas.É a história de Odele e sua filha Flávia em coma desde os 10 anos de idade quando foi puxada pelos cabelos pela bomba de sucção através do ralo.Não vou relatar a história e a luta da mãe pela filha,mas lhes trago uma história similar,de criança em coma,nascida no Rio de Janeiro , que nos foi narrada pela palestrante Ana Jayci Guimarães também do Rio,que responde as dúvidas de Dona Odele e espero que lhe sirva de conforto,bem como à outras pessoas com Histórias parecidas e que como ela acreditam. Um espírito que retornou aos braços da sua mãe com um corpo deficitário. Aos dois meses o médico constatou o retardamento geral de toda organização física e mental da criança.Afirmou aos pais que aquela menina não teria nenhuma vinculação com o mundo exterior:cega,surda,muda,paralisada,teria uma vida,disse o médico,unicamente vegetativa,porque ela não terá nenhuma compreensão de nada,não terá visão de nada.A mãe tomou um choque,era sua primeira filha;ficou profundamente triste,mas,como espírita ela se voltou para o marido e apesar das lágrimas conseguiu sorrir e dizer:Não tem importância,se a nossa filha não tem olhos para ver,nem ouvidos para ouvir,nem boca para falar,as suas pernas não lhe servirão para andar,nem os braços para se movimentar ou segurar alguma coisa,não tem importância,os meus braços,os meus ouvidos,as minhas pernas,a minha boca,os meus olhos,abrirão para ela o mundo que a rodeia e nós viveremos então juntas a sua vida;e assim ela fez.Realmente foi uma mãe dedicadíssima;tratava aquela criança como se ela pudesse de fato registrar aquilo que se fazia ao seu redor.Conversava com a filha com uma ternura que era um verdadeiro poema.Visitávamos a menina(diz Ana) para transmitir o passe,mas,mais mesmo para sentirmos o carinho daquela mãe;a grandeza daquela mulher que ali se encontrava.A menina viveu pouco menos que 15 anos;quando faltava alguns dias para completar houve o desencarne;e foi uma dor muito grande para aquela mãe a separação da filha;então ela dizia:Muitos falavam para mim que era como se ela não existisse,mas para mim ela sempre existiu;foi uma parte da nossa família e sempre participou de tudo;quando no natal,os aniversários,as festas,dia do pai,dia da mãe,minha filha participava e eu sentia dentro de mim que ela estava participando.As vezes o meu marido dizia:Ora meu bem,não vê então que ela não registra nada...Mas eu olhava para minha filha e sentia dentro de mim que ela estava registrando todo clima que havia dentro de casa.Esta mãe , depois de algum tempo foi visitar Chico Xavier,e recebeu dele uma carta que é um verdadeiro poema escrito pela sua filha e nós vamos retratar mais ou menos assim:MAMÃE,um dia na noite escura da minha existência,um sol lindo começou a brilhar.Esse sol era você mamãe.Quando ouvi pela 1ª vez a sua voz,não registrei com os ouvidos materiais que estavam mortos,eu registrei com a minha alma,era o meu coração que escutava mamãe,e foi o som mais bonito que alguém já pode ouvir na face da terra.;sua voz falava mais ou menos assim:MINHA ADORADA FILHINHA,meu amor,coisa rica da minha vida,encanto da minha existência.Ah!Mamãe, naquele momento eu comecei a visualizar o meu corpo,e era tão bonito mamãe,tão perfeito, as minhas pernas,os meus braços,o meu corpo,meu rosto,os meus cabelos que eram retratados pelo som da sua voz e para mim era a coisa mais linda da face da terra e comecei a viver mamãe através da sua voz;e eu via a primavera chegar quando pela manhã abrias a janela do meu quarto e começavas a contar como estava linda a natureza lá fora.Ah!mamãe, eu me levantava da minha cama e começava a passear pelos jardins,eu segurava as pétalas macias das rosas que eram descritas tão bem pelo seu carinho;eu enxergava as cores mamãe e comecei a ter predileção pela cor vermelha,e você falava de tantas coisas bonitas;e eu via o céu,os pássaros,os colibris voando.Mamãe como era lindo o meu jardim.Sabe mamãe,quando falavas do meu quarto eu começava vendo as paredes pintadas de azul,as cortinas que você trocava quinzenalmente,sempre me contando qual era o colorido da mesma e eu começava a imaginaras flores da cortina e eu ficava imaginando como ficaria linda minha janela com as cortinas que o seu carinho colocava;Quando trocavas o lençol da minha cama e dizias:FILHINHA,hoje é o lençol cor de rosa... E eu ficava imaginando a cor rosa mamãe, a cor mais bonita; no outro dia era a cor azul,no outro vermelho;mamãe,como enfeitava a minha cama e como eu vivia cada momento quando meu corpo tombava sobre o lençol macio e perfumado.Ah,mamãe quando entravas também dizendo:As flores de hoje são flores do campo,e eu ficava imaginando o campo e ficava vendo as flores;elas ficavam colocadas em um vaso num cantinho do meu quarto e eu aspirava mamãe o perfume daquelas flores do campo;quando chegavas dizendo:São Palmas de Santa Rita!!E eu ficava imaginando até a Santa Rita mamãe; e então a tua voz ia tecendo na minha alma um mundo estrelado, um mundo colorido. Quando completei 10 anos mamãe e me disseste: Estás ficando uma mocinha!!Eu me imaginei uma mocinha mamãe, caminhando pelas ruas, indo para a escola, conversando com papai ou brincando com minhas irmãs; e quando começaste a falar dos meus quinze anos mamãe, foi tão lindo!Foi tão rico mamãe!Quando dizias que o meu vestido era um vestido de fada, era um vestido de princesa, eu comecei a me ver uma princesa dentro do vestido que me fazias; os babados, as rendas, os bordados que as suas mãos de fada começara a imprimir nos tecidos macios que iriam me enfeitar o corpo; o corpo morto, o corpo esquecido, mas que estava tão vivo através da sua voz. Ah!Mamãe, eu me sentia uma princesa neste mundo gentil que tecias em torno de mim. Não pude vestir o vestido dos quinze anos!Perdoa mamãe, mas, guarde no seu coração uma certeza: Eu fui a criança mais feliz que já aportou neste planeta; e se eu pudesse pedir a Deus,espírito imperfeito que sou,eu pediria:DEUS,PAI,dê a todas as crianças da terra,uma mãe como aquela que me deste.Dê por favor Deus ,para os meninos de rua,para os dos lares,para os sadios,e para os meninos doentes;dê para os meninos perfeitos e para os deficientes como eu,uma mãe como essa que eu sei que não mereço,porque eu sei se merecesse não voltaria num corpo assim tão deficitário,mas Pai,eu não merecia ,mas tive esse tesouro e agora o tesouro que eu deixei na terra,eu ofereço à todas as crianças do mundo.Mãezinha,esse amor lindo e bom que você me deu,divida agora com as outras crianças.Eu deixo mamãe!Não terei ciúmes, porque eu já pedi ao Pai do Céu e ele vai conceder. QUANDO EU PUDER RETORNAR,VOU RETORNAR AOS SEUS BRAÇOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! ******************** Comparo-a, Sra. Adele, com esta mãe e lhe desejo muita saúde e paz para continuar em sua brava e linda luta pela vida da sua filha que não é apenas um corpo,mas um espírito imortal .O corpo é apenas aquele que nos guarda.Passarei no blog para avisá-la da postagem.Visitem-na e confortem-na!!!!!!!!!!!!!!!!!!! http://flaviaviavivendoemcoma.blogspot.com

HISTÓRIAS DE PEDRO BLOCH EM HOMENAGEM À MAIRA...

Essas historinhas são verdadeiras: Uma menina estava conversando com a sua professora. A professora disse que era fisicamente impossível que uma baleia engula um ser humano porque apesar de ser um mamífero muito grande, a sua garganta é muito pequena. A menina afirmou que Jonas foi engolido por uma baleia. Irritada, a professora repetiu que uma baleia não poderia engolir nenhum ser humano; era fisicamente impossível. A menina, então disse: --'Quando eu morrer e for ao céu, vou perguntar a Jonas'. A professora lhe perguntou: -- 'E o que vai acontecer se Jonas tiver ido ao inferno?' A menina respondeu: - 'Aí a senhora pergunta.' *********** Uma professora de creche observava as crianças de sua turma desenhando. Ocasionalmente passeava pela sala para ver os trabalhos de cada criança. Quando chegou perto de uma menina que trabalhava intensamente, perguntou o que desenhava. A menina respondeu: -'Estou desenhando Deus.' A professora parou e disse: -'Mas ninguém sabe como é Deus.' Sem piscar e sem levantar os olhos de seu desenho, a menina respondeu: - 'Saberão dentro de um minuto'. ******************** Uma honesta menina de sete anos admitiu calmamente a seus pais que Luis Miguel havia lhe dado um beijo depois da aula. - 'E como aconteceu isso?' Perguntou a mãe assustada. - 'Não foi fácil', admitiu a pequena senhorita, 'mas três meninas me ajudaram a segurá-lo'. *********************** Um dia, uma menina estava sentada observando sua mãe lavar os pratos na cozinha. De repente, percebeu que sua mãe tinha vários cabelos brancos que sobressaíam entre a sua cabeleira escura. Olhou para sua mãe e lhe perguntou: - 'Porque você tem tantos cabelos brancos, mamãe?' A mãe respondeu: - 'Bom, cada vez que você faz algo de ruim e me faz chorar ou me faz triste, um de meus cabelos fica branco.' A menina digeriu esta revelação por alguns instantes e logo disse: - 'Mãe, porque TODOS os cabelos de minha avó estão brancos?' ********************** 5)- Um menino de três anos foi com seu pai ver uma ninhada de gatinhos que haviam acabado de nascer. De volta a casa, contou, com excitação, para sua mãe que havia gatinhos e gatinhas. - 'Como você soube disso?' perguntou a mãe. - 'Papai os levantou e olhou por baixo', respondeu o menino. 'Acho que ali estava a etiqueta'. ******************* ESSA É A MELHOR! Todas as crianças haviam saído na fotografia e a professora estava tentando persuadi-los a comprar uma cópia da foto do grupo. - 'Imaginem que bonito será quando vocês forem grandes e todos disserem: ali está Catarina, é advogada, ou também 'Este é o Miguel. Agora é médico'. Ouviu-se uma vozinha vinda do fundo da sala: - 'E ali está a professora. Já morreu.' FOTOS:EU ENTRE PAPAI NOEL,O GAÚCHO E OLHA A MAMÃE NOEL AI GENTE!!!!!!!!!!!!!!!!E COM A LINDA E ALEGRE MAIARA!!!!!!!!!

NUNCA ABANDONE SEUS SONHOS

A pequena Jean, na terceira série, era muito aplicada em seus estudos. Filha de um piloto, ela sonhava voar. Um dia, em uma redação, ela abriu seu coração e revelou seus sonhos: - Quero ser piloto de avião, ver as nuvens, e saltar de pára-quedas! A sua nota foi zero, porque, segundo sua professora, todas as profissões que ela listara não eram para mulheres. Era meado do século XX. Nos anos seguintes, Jean foi massacrada pela negatividade de muitos adultos: - Garotas não podem ser pilotos de avião. Não são suficientemente inteligentes para isso! E ela desistiu. No último ano do ensino médio, a professora de inglês pediu que os alunos escrevessem sobre o que estariam fazendo dentro de 10 anos. Ela apenas escreveu que seria garçonete. Afinal pensou: - Isso eu seria capaz de fazer! Duas semanas depois, a professora colocou a folha com a resposta de cada um dos alunos, virada para baixo, na frente de cada um deles, e agora pediu que escrevessem o que cada um deles faria se tivessem acesso às melhores escolas, a dinheiro ilimitado, e habilidades ilimitadas. Quando terminaram, ela disse: - Tenho um segredo para todos vocês. Vocês podem conseguir tudo isso, se o desejarem de todo coração! Se não correrem atrás da concretização dos seus sonhos, ninguém o fará por vocês. Vocês têm muito potencial. Não deixem de utilizá-lo. Jean ficou animada e ao mesmo tempo amedrontada. Depois da aula, foi falar com a professora e lhe contou sobre seu desejo de ser piloto. - Então, seja! - foi o que ouviu. E naquele momento Jean decidiu concretizar o seu sonho. Foram 10 anos de trabalho duro, encarando oposições, hostilidades, rejeição, e até humilhação. Tornou-se piloto particular. Conseguiu graduação para transportar carga e pilotar aviões de passageiros, mas não recebia promoção porque era mulher. Mas ela não desistiu. Foi em frente. Fez tudo o que sua professora da terceira série disse que era impossível. Ela pulverizou plantações, pulou de pára-quedas centenas de vezes, e em 1978, Jean Harper foi uma das três primeiras mulheres a serem aceitas como piloto pela United Airlines. Por fim, tornou-se piloto de Boeing 737 na mesma empresa aérea. Tudo, graças às palavras de encorajamento de sua professora de inglês, e de sua determinação em alcançar e concretizar seus sonhos. Quando éramos crianças não havia limites para sonhar. Pensávamos ter os poderes dos super-heróis, e que alcançaríamos as nuvens. Sonhávamos que um dia poderíamos fazer todo mundo feliz. Eram muitos sonhos. Mas as crianças crescem e se tornam adultas. E, quase sempre esquecem dos seus sonhos quando passam a ter contato com a realidade. Talvez encontrem muitos adultos desencantados que as façam acreditar que não podem perseguir e concretizar os seus sonhos. Se você abandonou os seus sonhos, é tempo de retomá-los. Não diga que é tarde, que você está velho demais, que não consegue mais. Decida-se e parta para a luta! Estude, persevere, conquiste. Utilize a força da sua fé. Acredite e invista no seu potencial. WWW.otimismoemrede.com.br (Foto na Aldeia de Papai Noel em Gramado)

DA GENTE QUE EU GOSTO

Sendo divulgada como do Mário Benedetti,MAS AINDA EM BUSCA DA AUTORIA CORRETA... Eu gosto de gente que vibra, que não tem de ser empurrada, que não tem de dizer que faça as coisas, mas que sabe o que tem que fazer e que faz. A gente que cultiva seus sonhos até que esses sonhos se apoderam de sua própria realidade. Eu gosto de gente com capacidade para assumir as conseqüências de suas ações, de gente que arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, que se permite, abandona os conselhos sensatos deixando as soluções nas mãos de Deus. Eu gosto de gente que é justa com sua gente e consigo mesma, da gente que agradece o novo dia, as coisas boas que existem em sua vida, que vive cada hora com bom animo dando o melhor de si, agradecido de estar vivo, de poder distribuir sorrisos, de oferecer suas mãos e ajudar generosamente sem esperar nada em troca. Eu gosto da gente capaz de me criticar construtivamente e de frente, mas sem me lastimar ou me ferir. Da gente que tem tato. Gosto da gente que possui sentido de justiça. A estes chamo de meus amigos. Eu gosto da gente que sabe a importância da alegria e a pratica. Da gente que por meio de piadas nos ensina a conceber a vida com humor. Da gente que nunca deixa de ser animada. Eu gosto de gente sincera e franca, capaz de se opor com argumentos razoáveis a qualquer decisão. Gosto de gente fiel e persistente, que no descansa quando se trata de alcançar objetivos e idéias. Eu gosto da gente de critério, a que não se envergonha em reconhecer que se equivocou ou que não sabe algo. De gente que, ao aceitar seus erros, se esforça genuinamente por não voltar a cometê-los. De gente que luta contra adversidades. Gosto de gente que busca soluções. Eu gosto da gente que pensa e medita internamente. De gente que valoriza seus semelhantes, não por um estereotipo social, nem como se apresentam. De gente que não julga, nem deixa que outros julguem. Gosta de gente que tem personalidade. Eu gosto da gente que é capaz de entender que o maior erro do ser humano é tentar arrancar da cabeça aquilo que não sai do coração. A sensibilidade, a coragem, a solidariedade, a bondade, o respeito, a tranqüilidade, os valores, a alegria, a humildade, a fé, a felicidade, o tato, a confiança, a esperança, o agradecimento, a sabedoria, os sonhos, o arrependimento, e o amor para com os demais e consigo próprio são coisas fundamentais para se chamar GENTE. Com gente como essa, me comprometo, para o que seja, pelo resto de minha vida... já que, por tê-los junto de mim, me dou por bem retribuído. Impossível ganhar sem saber perder. Impossível andar sem saber cair. Impossível acertar sem saber errar. Impossível viver sem saber reviver. A glória não consiste em não cair nunca, mas em levantar-se todas as vezes que seja necessário. E ISSO É ALGO QUE MUITO POUCA GENTE TEM O PRIVILEGIO DE PODER EXPERIMENTAR. Bem aventurados aqueles que já conseguiram receber com a mesma naturalidade o ganhar e o perder, o acerto e o erro, o triunfo e a derrota... Publicada por Em Leça do Balio e por Leça do Balio em 13:16:00

AZUL

AZUL

PERNAMBUCO

PERNAMBUCO
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

QUER PERSONALIZAR SEU BLOG?CLIQUE NO SELO E FALE A MERI!!!!