Seguidores

Receita de ano novo





 
Carlos Drummond de Andrade


Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)
 

Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumidas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.
 

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.
 

Infância: 5 benefícios de brincar

Infância: 5 benefícios de brincar
 
Não subestime brincadeira de criança. Pode parecer um tempo “inútil”, mas quando as crianças estão brincando de casinha, lutando contra dragões imaginários ou organizando um jogo de amarelinha, elas estão desenvolvendo habilidades cruciais e preparando os seus cérebros para os desafios da vida adulta.
Segundo especialistas em desenvolvimento infantil, a única notícia ruim é que o tempo livre pra brincar tem diminuído para as crianças durante as últimas três décadas. Então confira cinco benefícios científicos das brincadeiras e estimule o seu filho a brincar:

1 – Comportamento melhor

Tirar as férias ou recreios de crianças em idade escolar como punição pode ser contraproducente. De acordo com um estudo de 2009, as crianças se comportam melhor em sala de aula quando têm a chance de desabafar no playground durante o dia.
Os pesquisadores compararam classificações de professores sobre o comportamento de crianças com 8 e 9 anos com e sem períodos de recesso. As crianças que tinham mais de 15 minutos por dia de recesso se comportavam melhor durante o tempo letivo. Infelizmente, 30% das mais de 10.000 crianças no estudo não tiveram recesso ou um inferior a 15 minutos por dia.

2 – Aprender a viver em sociedade

Brincar ensina as crianças a interagir. Uma pesquisa publicada em 2007 revelou que brincadeiras livres ou guiadas por adultos podem ajudar alunos pré-escolares a aprenderem a ter consciência dos sentimentos de outras pessoas. Brincar também ensina as crianças a regular suas próprias emoções, uma habilidade que lhes é muito útil ao longo da vida.
“Você pode ‘experimentar’ as coisas sem consequências”, disse Kathy Hirsch-Pasek, uma psicóloga de desenvolvimento infantil que pesquisa os benefícios de brincar. “Brincar também permite que você exiba várias personalidades, domine as regras sociais. Isso é muito bom”.

3 – Se exercitar

Subir em árvores, andar de bicicleta, brincar de pega-pega, todas essas atividades fazem as crianças se movimentarem muito mais do que o tempo de televisão ou computador. A Associação Americana do Coração recomenda que crianças com idade superior a dois anos envolvam-se em pelo menos uma hora por dia de atividade física moderada.
Há evidências de que crianças ativas se tornam adultos ativos, diminuindo assim o risco de doenças cardíacas e outras condições causadas por um estilo de vida sedentário. Um estudo publicado em 2005 acompanhou cidadãos finlandeses com mais de 21 anos e descobriu que os mais ativos dos 9 aos 18 anos se mantiveram altamente ativos mais tarde na vida.

4 – Aumentar desempenho escolar

Um estudo de 2009 descobriu que quanto mais atividade física a criança faz, mais propensa fica a ir bem em testes acadêmicos. Isso sugere que o tempo em sala de aula pode não ser a melhor maneira de melhorar os resultados dos testes e aprendizagem.
“As crianças aprendem a contar quando estão brincando de amarelinha, por exemplo”, diz Hirsch-Pasek. “Elas contam histórias no playground, enquanto se exercitam, e assim por diante”.

5 – Se divertir é necessário

Brincar é um estado natural da infância, tanto que mesmo animais não mamíferos brincam. Até tartarugas já foram observadas brincando.
Os benefícios de brincar são evidentes nas escolas. As crianças se sentem mais seguras e gostam mais de ir pra escola. Não são só os adultos que precisam de pausa: as crianças também precisam se sentir livres para “curtir” um pouco.[LiveScience]

http://hypescience.com/infancia-5-beneficios-de-brincar/


AZUL

AZUL

PERNAMBUCO

PERNAMBUCO
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

QUER PERSONALIZAR SEU BLOG?CLIQUE NO SELO E FALE A MERI!!!!