Seguidores

Como evitar o mau hálito


Como evitar o mau hálito

O mau hálito, conhecido cientificamente como halitose, pode ter consequências ruins na vida das pessoas, como lhe custar um amor ou um emprego. Mais comum do que muita gente pensa, a boa notícia é que tal odor indesejável é mais fácil de se livrar do que se imagina.
A primeira coisa a se fazer é determinar se o seu hálito é fresco ou não. A maioria das pessoas com mau hálito não tem consciência disso, porque o cérebro se torna aclimatado ao cheiro pessoal.
De qualquer forma, existem maneiras de auto-diagnosticar o mau hálito. Comece com a língua. Qual a cor de sua língua? Segundo os médicos, uma língua rosa brilhante indica hálito fresco. Uma língua branca e de aparência escamosa pode indicar mau hálito.
Como as pessoas se habituam ao seu cheiro, checar sua própria respiração com as mãos em concha não é a melhor maneira de verificar a halitose. Em vez disso, lamber as costas da mão, deixar secar por alguns segundos, e depois sentir o cheiro da superfície é a melhor tática.
Os médicos explicam que o mau hálito não é um sinal de má higiene dentária. Não tem a ver com os dentes, e sim com a língua. A língua é como um tapete felpudo. Mais de 600 tipos de bactérias são encontradas na boca média, e muitas dessas bactérias ficam presas sob a superfície da língua e causam o mau hálito.
Combater essas bactérias não é tão difícil nem tão fácil. Uma estratégia-chave é manter-se hidratado. A boca seca é um terreno fértil para as bactérias. A saliva tem oxigênio, um inimigo natural das bactérias fétidas. Beber água e ou mastigar goma de mascar sem açúcar pode produzir saliva e, naturalmente, livrar-lhe do mau hálito.
Chicletes e gargarejos não são más idéias, mas são correções temporárias. Mascaram o cheiro, mas não matam as bactérias que causam o odor.
Cuidar da alimentação ajuda mais. Alguns alimentos podem provocar mau hálito, como alho, cebola, curry e peixes. Bebidas ácidas como cerveja, vinho, café e refrigerante também podem ser um gatilho. Elas contêm compostos que liberam o mau cheiro e são absorvidos pela corrente sanguínea. Limitar chocolates e doces é bom, pois o açúcar ajuda a bactéria a se reproduzir em sua boca, provocando o mau hálito.
E existem também os alimentos que corrigem o mau hálito. O chá verde tem propriedades anti-bacterianas que nocauteiam o fedor. Canela contém óleos essenciais que matam muitos tipos de bactérias orais. Comer frutas e legumes, como batata frita, aipo ou maçãs, oferece dois benefícios: mastigá-los produz mais saliva na boca, e a textura firme ajuda a afastar bactérias. Melões, bagas, laranjas e outros alimentos ricos em vitamina C ajudam a matar as bactérias naturalmente.
Se você modificar seu estilo de vida e hábitos alimentares e o mau hálito persistir, contate um médico. Os especialistas dizem que o mau hálito pode ser um sinal de uma doença mais grave. Em cerca de 10% dos casos, o mau hálito é um sintoma de sinusite crônica, infecção das vias respiratórias, doença do refluxo, doença do fígado e rim, câncer ou diabetes. Essas doenças podem liberar substâncias químicas no corpo que resultam em mau hálito.
Até por esse motivo é bom avisar as pessoas se elas têm mau hálito. A maioria delas não pode cheirar sua própria respiração, portanto, se você detectar o mau hálito de um amigo, você deve falar.
Apesar de desagradável para todos os envolvidos, é a coisa certa a fazer. Afinal, se você fosse a pessoa com mau hálito, não iria querer saber? Especialistas dizem que se manifestar faz parte de ter boas maneiras. Se as pessoas falam mal pelas costas, isso transforma em uma situação pior. Se você respeita a pessoa, é seu dever contá-la.
Eles sugerem duas abordagens. A primeira é sentar-se com seu amigo em um ambiente privado e ser direto. Comece a conversa dizendo-lhe que você acredita que há algo que ele gostaria de saber e que não tem certeza de que ele está ciente do problema.
Ou, se você sabe que a pessoa é sensível, seja mais cauteloso. Delicadamente levante a questão trazendo balas ou chicletes com você. Pegue um primeiro, e depois ofereça um a seu amigo. Se a pessoa não quiser, é aceitável dar uma “indireta”, simplesmente dizendo: “Eu acho que você deveria aceitar”.
As primeiras impressões, profissionais ou pessoais, são as que ficam. Então não deixe o mau hálito manchar sua imagem. Aproveite as dicas e mantenha as bactérias afastadas para ter um hálito fresco. [CNN]
http://hypescience.com

21 comentários:

  1. Oi, Zilda!

    Gostei muito desse texto, é excelente. Aprecio tudo que nos traz ensinamentos, principalmente os que têm a ver com a nossa saúde. Ótima iniciativa.

    Abraços fraternos
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Socorro!!!Bjs e valeu a visita!!

    ResponderExcluir
  3. Zilda,
    O mau hálito pode mesmo afetar a convivência entre pessoas. Pelo menos comigo já aconteceu de evitar convidar um colega para um encontro informal por causa do seu problema de halitose.
    Se fosse só o mau halito, tudo bem.
    O problema é que a maioria dos meus conhecidos naquela época me pediram (com aquelas brincadeiras onde se fala a verdade sabe?) para não convidá-lo.
    Sabia que iam ficar zombando pelas costas dele naquele encontro. Então, não chamei.
    Hoje, não sei se agi certo ou não (é mais pra não), mas este foi um fato que aconteceu comigo ligado a questão do mau halito.

    Ah!! E essa dica de lamber as costas da mão dá certo mesmo viu? rs

    Um beijo e obrigada pelas suas visitas ao meu blog e aquela que você fez lá no blog da querida Luziane (De Sapatilha).

    :)

    ResponderExcluir
  4. Oi Zilda querida :)
    Puxa, você me fez lamber as costas da mão kkkkkkk porque convenhamos, mau hálito, ninguém merece.
    Concordo que se deva dizer a um amigo quando se percebe nele esse problema, da maneira certa claro. Eu gostaria que me dissessem para tratar se esse fosse o meu caso.
    É muito constrangedor mesmo. Já aconteceu de estar a falar com alguém, e não tão de perto assim, e sentir aquele odor desagradável e tentar disfarçar, afastar, enfim, evitar mesmo e terminar o papo porque muitas vezes a gente não sabe com abordar a questão, em especial quando é alguém que a gente acaba de conhecer ou com quem quase não tem intimidade.
    Valeu, gostei do post, querida.
    Beijo na alma.
    Angel.

    ResponderExcluir
  5. KKKKKKKKKKKKKKK...Todo mundo lambe!!!!Bjs Angel!!!E obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  6. A melhor coisa é não ignorar o problema, se ele existe. O duro é a pessoa não saber e ninguém falar.
    A partir do momento que sabe e isso incomoda os outros, é muito bom saber as soluções. Esse artigo é bem interessante.
    Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  7. Olá, querida
    Olhando seu post me vem à mente o suave odor da ORAÇÃO... noutro nível... Que perfume nos dá à alma!!!
    O bom hálito dum coração puro...
    Vou ficar sumidinha pois preciso descansar mais pelo pós cirúrgico... vou pra roça... respirar um bom odor...
    Bjs Dominicias

    ResponderExcluir
  8. Zilda querida,

    Que prazer ter uma amiga espirita no meu blog, és muito bem vinda!!
    Qto ao mau hálito, tá ai uma verdade, as pessoas fazem piadas com quem tem, e é tão chato.
    O legal é falar com cuidado, e essa dica do post é maravilhosaaaaaaaaaaaaa.

    Um abraço imenso pra ti!!!

    ResponderExcluir
  9. O prazer é recíproco Sil.Grande beijo no coração.

    ResponderExcluir
  10. Oi Zilda minha querida,
    vim deixar-te um carinhoso abraco!
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Márcia e Maiara,obrigada pela visita.Bjsssssssssss

    ResponderExcluir
  12. Zilda querida gostei muito do assunto.

    ResponderExcluir

OBRIGADA POR SEU COMENTÁRIO,SE ACHAR QUE VALE A PENA COMPARTILHE EM SUAS REDES SOCIAIS.
GRANDE BEIJO!!!

AZUL

AZUL

PERNAMBUCO

PERNAMBUCO
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

QUER PERSONALIZAR SEU BLOG?CLIQUE NO SELO E FALE A MERI!!!!