Seguidores

BLOGAGEM COLETIVA-BLOG RETRÔ - 2ª Postagem

Postagem feita em 09/01/2010,(voltando agora no BLOGRETRÔ DA AMIGA ELAINE GASPARETO)e já estávamos em Tamandaré,onde veraneamos;um paraíso de fato.Hoje,também na madrugada renovo os votos anteriores e os agradecimentos.Muitos outros amigos surgiram,fiz um outro blog,que vcs também poderão visitar e seguir pois não paga nada;é brinde!!!Que tenhamos nos melhorado em muita coisa no ano que acaba e possamos crescer cada vez mais,nos esforçando sempre para sermos hoje melhores que ontem e amanhã melhores que hoje.Um 2011 com JESUS no leme para todos nós.Beijos carinhosos!!!

Amigos queriodos,pacientemente às 3 a matina,enfrento a net,para lhes informar que estou de férias,em um dos paraìsos do litoral sul pernambucano.(Tamandaré)de ruim,só a net.Grata a todos que se fizeram presentes no SOMOS TODOS APRENDIZES.Que Jesus nos assista sempre nesta nossa caminhada,que nos abençoe e por acréscimo da sua misericórdia,nos conceda força para nos melhorarmos como homens,para cuidarmos da reforma interior,pois só assim teremos uma sociedade mais justa e um mundo melhor.Não busquemos solução nas coisas materiais,nem em determinaas personas,mas comecemos por nós,combatendo o orgulho,a vaidade,os vícios e principalmente o egoísmo.BEIJOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Trigêmeas nascem separadas, com 11 anos de diferença


Trigêmeas nascem separadas, com 11 anos de diferença

É difícil de acreditar, mas as duas meninas da foto, com onze anos de idade, e a bebê de três meses são trigêmeas. Mas as crianças, Bethony, Megand e Ryleigh são exatamente isso.
Elas foram concebidos no mesmo dia, mas Ryleigh só nasceu 11 anos depois de suas irmãs gêmeas. Isso foi possível porque os embriões fertilizados de Bethony e Megand foram implantados em 1998, enquanto Ryleigh permaneceu congelada. É um caso único, já que não temos conhecimento de outra situação na qual irmãos gêmeos nascem com tanto tempo de diferença.
Problemas no útero reduziram a chance da mãe dos trigêmeos, a Sra. Sheperd, de ficar grávida. Então ela procurou ajuda médica. 24 óvulos foram fertilizados, 14 embriões vingaram, dois foram inicialmente implantados e outros 12 foram congelados. As meninas que nasceram da gravidez inicial cresceram e se tornaram saudáveis.
Depois de nove anos os pais resolveram ter outro bebê e foram para a mesma clínica, pretendendo usar os embriões congelados. Apesar de haver o risco de rejeição depois de um embrião ficar tanto tempo congelado, Ryleigh nasceu saudável – mesmo que 11 anos depois de suas irmãs. Segundo a Sra. Sheperd, ela é um bebê saudável, feliz e com muito apetite. [OddityCentral]

BLOGAGEM COLETIVA-BLOG RETRÔ

Esta postagem faz parte,da BLOGAGEM COLETIVA,da amiga blogueira,Elaine Gasparetto do blog Um Pouco de Mim,de quem recebi e aceitei com prazer o convite para participar.Consta de fazermos um RETRÔ DAS NOSSAS POSTAGENS.Achei muito bacana!!!
Esta postagem foi feita originalmente em 15/04/2009 com o mundo precisando e muito da cultura ALTERITÁRIA,para sermos melhores...Terminou 2010;será que houve alguma melhora na forma de se relacionar?Aprendemos a conviver com as diferenças?
  SOMOS ÚNICOS NO MUNDO

Merlânio Maia,no livro ALTERIDADE-a diferença que soma
(Onde fala sobre Arte e Alteridade no capítulo 07).


Nós somos tão diferentes No formato corporal, Na impressão digital, Primeiro sem ter segundo!... A nossa pele é diversa Nossa íris de outra cor Até na forma de amor Somos únicos no mundo! Nem mesmo na própria raça Há dois seres semelhantes Há diferenças gritantes E um abismo tão profundo Que sequer gêmeos escapam Nem mesmo univitelinos São esses toques divinos Somos únicos no mundo! Até sobre um mesmo assunto Temos visões diferentes Opiniões pertinentes De grande teor facundo Cada um com seus recursos Cada qual com seus pendores Seus gostos e seus amores Somos únicos no mundo! E é preciso que assim seja Intenção,desejo,crença, Atitudes,diferença... De ineditismo fecundo Fazendo um viver completo Construindo a consciência Com a força da inteligência Somos únicos no mundo! Diferente na aparência Diferente em posição Diferente em vibração. Das mãos de Deus oriundo Diferença que enriquece E produz fraternidade Nascida da Alteridade Somos únicos no mundo! Por isso é tão importante O outro ser bem aceito Com seus gostos, com seu jeito, E entendê-lo mais a fundo Aprender suas grandezas Sua visão de verdade.
Pois isto é ALTERIDADE Somos únicos no mundo! 
Autores do livro:Fernando Clímaco,Merlânio Maia,Luiz Signates,Wilson Garcia,Marcelo Henrique, Paulo R.Santos e C.Pereira
O texto é um poema ,não sei porque saiu assim. 

Receita de ano novo

Carlos Drummond de Andrade


Receita de ano novo
 

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)
 

Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumidas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.
 

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.
 

Você sabia que o verdadeiro Papai Noel era magro?

Você sabia que o verdadeiro Papai Noel era magro?


Um Papai Noel magro é tão incomum que os aventureiros que se vestem de bom velhinho costumam usar uma barriga falsa caso estejam em forma. Mas quem disse que o Papai Noel original era gordo?
Na verdade, ele era bastante magro, mas cartunistas e artistas de anúncios comerciais fizeram o favor de lhe dar uma transformação.
A história do Papai Noel deriva de um homem verdadeiro, também conhecido como São Nicolau, um monge ou uma espécie de bispo, que viveu na Ásia Menor em 300 d.C.
Ele era conhecido por sua generosidade e por discretamente ajudar os pobres e infelizes. Acabou se tornando o santo patrono das crianças. Elas passaram a acreditar que ele iria recompensá-las se fossem boazinhas.
O Papai Noel tem diversos nomes e a maneira como ele é retratado varia em diferentes partes do mundo, mas na maioria dos países ele é mostrado como um homem um pouco gordo usando vermelho.
Vários artistas americanos desempenharam um papel importante em transformar a imagem de um santo magro em vestes de bispo no velho e alegre gordinho que usa botas altas.
Thomas Nast, um famoso cartunista que desenhou para várias publicações, publicou um livro em 1890 mostrando as ilustrações que fez do Papai Noel com uma barriga enorme, fermentando aquela imagem entre o público americano.
Porém, a representação estilística do Papai Noel, tão amplamente reconhecida em vários lugares do mundo, de um velinho com uma barba branca e fofa, um cinto de fivela gigante e bochechas vermelhas brilhantes foi moldada por ninguém menos do que a empresa Coca-Cola.
Em 1920, a companhia começou a por anúncios em revistas destinados a lembrar as pessoas de que a Coca-Cola não era apenas uma bebida de verão – já que, nos Estados Unidos, é inverno na época do natal.
Em dezembro de 1930, um anúncio feito pelo artista Fred Mizen mostrou um Papai Noel em uma loja de departamentos, no meio de uma multidão, bebendo uma garrafa de Coca-Cola.
Um ano depois, a empresa escolheu uma imagem de Papai Noel desenhada por Haddon Sundblom para aparecer em uma revista de ampla campanha de publicidade. Ele se saiu tão bem que a Coca-Cola continuou a usar ilustrações de Sundblom durante décadas, e sua representação integral do Papai Noel, realista e simbólica ao mesmo tempo, ainda pode ser vislumbrada nos anúncios atuais. [LifesLittleMysteries]


A 1ª FOTO DO PAPAI NOEL É O MEU QUERIDO AMIGO ANTONIO CAMPOS,GAÚCHO....

A História do Natal X O Nascimento de Jesus

A História do Natal,ou O Nascimento de Jesus....
3ª POSTAGEM DA BLOGAGEM COLETIVA DO NATAL,DE INICIATIVA DA AMIGA ROSÉLIA,A QUEM AGRADEÇO A GENEROSIDADE AO CONVIDAR-ME PARA A TAREFA.Sigamos o modelo e os ensinamentos que ELE nos legou,em glorioso hino que é O Sermão da Montanha,que servirá sempre de Norte para qualquer credo.Semeemos todos os dias sem esquecer a colheita obrigatória,Que o aniversariante seja nosso convidado neste natal e sempre,pois como diz Joanna de Ângelis(Mentora de Divaldo):É SEGUIR JESUS OU ATORMENTAR-SE!!!!!

O Natal e Jesus - Parte 1(Blogagem Coletiva do Natal)

Blogagem Coletiva Do Natal,originada do blog Orvalho do céu!!!!(segunda postagem)

BLOGAGEM ESPIRITUAL COLETIVA

Convidada pela amiga Rosélia do blog http://espiritual-idade.blogspot.com,faço jus ao convite com muita honra com a postagem abaixo dentro do tema:ANUNCIAÇÃO


O ANJO ANUNCIOU JESUS?
-O ANJO,PORÉM,ACRESCENTOU:NÃO TENHAS MEDO,MARIA.(LUCAS 1:30)
Em face da quantidade  e qualidade dos dados acumulados pela pesquisa psíquica,mais do simples tolice,seria evidente sinal de  ignorância ou preconceito ridículo negar apri orísticamente a possibilidade do fenômeno da anunciação.A Bíblia mesma,Antigo e Novo Testamentos,está repleta de manisfetações desse tipo.Ainda que se atribua a certos relatos  uma dosagem de crendice,de observação defeituosa ou de mera invenção piedosa para ilustrar e dar força à narrativa,fica um inquestionável resíduo de autenticidade.É perfeitamente possível que um ser espiritual se tenha manifestado à vidência de Maria, quando solteira,para anunciar-lhe a vinda de um filho de elevada condição evolutiva.A literatura especializada relata casos bem documentados dessa natureza.O próprio Jesus  depoderia tê-lo feito,ainda na condição de espírito.O que coloca o episódio sob suspeita é o fato de que a família não tenha entendido posteriormente que aquele era um ser excepcionalmente bem dotado que trazia uma tarefa específica,de alta relevância.Não é possível conjugar harmônicamente a informação contida na anunciação com episódios posteriores da vida de Jesus,como,por exemplo,a surpresa dos pais dele em face do debate  com os doutores do templo – também admissível,em prncípio – ou a dramática passagem em Marcos 3:20-21,que assim diz:
-E voltou para casa.E de novo a multidão se apinhou,a ponto de não poderem se alimentar.E quando os seus tomaram conhecimento disso,saíram para detê-lo porque diziam:Enloqueceu!
O que indiretamente confirma-se  em João (7:5), onde se lê:
-Pois nem mesmo os seus irmãos acreditavam nele.
É difícil entender que um filho e irmão,cujo nascimento é anunciado de maneira desusada ,seja considerado por toda a família como um louco que é preciso confinar,na tentaviva de dissíadí-lo da sua  anunciada e transcendente missão e no qual nem mesmo seus irmãos acreditavam.Será que ,a esta altura,ninguém se lembra da anunciação e nada sabe das profecias?

E o autor do livro CRISTIANISMO:A MENSAGEM ESQUECIDA segue analisando...
JESUS TEVE IRMÃOS??????
Hermínio Miranda 

Estrelas do Mar

Estrelas do Mar


Era  uma vez um escritor 
que morava em uma tranqüila praia,
junto  a uma colônia de  pescadores. 
Todas  as manhãs ele caminhava  à beira do mar  para se inspirar,  
e  a tarde ficava em  casa escrevendo.
Certo  dia, caminhando pela  praia, ele viu um  vulto que parecia dançar.
Ao  chegar perto, ele reparou  que se tratava de  um jovem que recolhia  estrelas-do-mar da areia  para, uma por uma,  jogá-las novamente de  volta ao oceano.
"Por  que está fazendo isso  ?“

- perguntou o escritor 
"Você  não vê ! - explicou  o jovem - A maré  está baixa e o  sol está brilhando.  Elas irão secar e  morrer se ficarem aqui  na areia". 
O  escritor espantou-se.
"Meu jovem, existem milhares de quilômetros de praias por este mundo afora, e centenas de milhares de estrelas-do-mar espalhadas pela praia.
 Que diferença faz ? Você jogar umas poucas de volta ao oceano. A maioria vai morrer de qualquer forma". 

O  jovem pegou mais uma  estrela na praia, jogou  de volta ao oceano  e olhou para o  escritor e disse:
"Para  essa aqui eu fiz  a diferença...". 

Naquela  noite o escritor não  conseguiu escrever, sequer  dormir. 
 Pela  manhã, voltou a praia,  procurou o jovem, uniu-se  a ele e, juntos,  começaram a jogar estrelas-do-mar  de volta ao oceano. 
Seja,  também, mais um dos  que querem fazer do  mundo um lugar melhor.
seja a diferença.  
Faça a diferença,

EM BUSCA DA AUTORIA 

IMAGEM:ARTE EM LIVROS DE MIKE STILKEY


 


Irena Sendler


Irena Sendler
IRENA SENDLER foi homenageada em 2007 por ter salvado a vida de 25000 crianças judias durante o holocausto.

Heroína desconhecida fora da Polônia e apenas reconhecida no seu país por poucos historiadores devido ao obscurantismo comunista que havia apagado sua façanha dos livros de história oficiais, Irena nunca contou a ninguém sobre sua vida durante aqueles anos.

Em 1999 sua história começou a ser conhecida graças a um grupo de alunos de Kansas através de um trabalho de conclusão de curso sobre os Heróis do Holocausto. Na pesquisa encontraram poucas referências sobre Irena com um dado surpreendente: 2.500 vidas foram salvas por ela. Como era possível não existir informação sobre uma pessoa assim? Mas a maior surpresa viria depois. Ao investigarem o local do túmulo de Irena descobriram que nunca existiu porque ela estava viva. Aos 97 anos residia em um asilo em Varsóvia num quarto cercado de flores e cartões de agradecimento de sobreviventes e filhos destes em sua honra.

Quando a Alemanha invadiu o pais em 1939, Irena era enfermeira no Departamento de Bem-estar Social de Varsóvia, onde cuidava das refeições comunitárias. Desde o outono de 1940, Irena Sendler assumiu riscos consideráveis para levar alimentos, roupas e remédios aos habitantes do gueto que os ocupantes nazistas instalaram num quarteirão da capital. Em 4 km2, eles colocaram 500.000 pessoas. Ao assistí-los no Gueto de Varsóvia Irena, horrorizada pelas condições de vida impostas a seus moradores. Devido à falta de comida, muitos morreram de fome ou em decorrência de doenças. Os outros foram mandados para as câmaras de gás do campo de Treblinka. No fim do verão de 1942, ela resolveu unir-se ao movimento de resistência Zegota (Conselho de Ajuda aos Judeus) criado por um grupo de resistência heróica antes de o exército nazista destruir completamente o quarteirão.

Como os alemães receavam uma epidemia de tifus aceitavam a ajuda dos poloneses para controlar a situação e os deixavam tomar conta do local. Irena fazia contato com as famílias oferecendo ajuda para levar filhos e netos com ela para fora do Gueto. Era um dos momento mais dolorosos de sua experiência; deveria obter a confiança dos pais e convencê-los a entregar-lhe seus filhos. Era indagada: “Pode prometer que meu filho viverá?.....” E a única coisa que poderia dar como certa é a de que morreriam se permanecessem ali. O mais duro era o momento da separação.

Começou a tiráa-los em ambulâncias como vítimas de tifus, e se valia de todos os meios e de tudo o que estivesse ao seu alcance para escondê-los e tira-los dali: cestas de lixo, sacos de batatas, malas, etc. Em suas mãos, qualquer coisa se transformava numa via de escape. Conseguiu recrutar ao menos uma pessoa de cada um dos dez centros do Departamento de Bem-estar Social. Com a ajuda dessas pessoas elaborou centros de documentos falsos, com assinaturas falsificadas, dando identidade temporária às crianças judias. Irena vivia os tempos da guerra pensando nos tempos da paz. Era incansável. Queria que um dia pudessem recuperar seus verdadeiros nomes, sua identidade, suas histórias pessoais e suas famílias. Foi quando inventou um arquivo que registrava os nomes dos meninos com suas novas identidades. Anotava os dados em pedaços de papel que enterrava, dentro de potes de conserva, debaixo de uma maciera, no jardim do seu vizinho.

Algumas vezes quando Irena e suas companheiras retornavam a estas famílias a fim de persuadi-las era informada que todos haviam sido foram levados aos campos de extermínio. Cada vez que isso ocorria, ela lutava com mais força para salvá-las.Quando caminhava pelas ruas do gueto, Sendler usava uma braçadeira com a Estrela de David, em solidariedade aos judeus, e afim de não chamar a atenção.

Um dia os nazistas acabaram descobrindo suas atividades e a levaram à prisão. Quebraram-lhe os pés e as pernas, além de inúmeras torturas. Queriam que delatasse quem eram seus colaboradores e os nomes das crianças que ajudara a salvar. Por não revelar absolutamente nada, em total silêncio, foi sentenciada a morte.

Irena era a única pessoa que sabia os nomes e onde se encontravam as famílias que abrigaram as crianças judias. A caminho de sua execução, o soldado que a levava a deixou escapar. Embora oficialmente ela constasse nas listas dos executados, a resistência havia subornado o soldado salvando a vida de Irena. Ela mesma desenterraria os vidros com as anotações e tentaria unir os 2500 meninos que colocou com famílias adotivas devolvendo-os a suas verdadeiras famílias. Infelizmente, a maioria tinha perdido seus pais e irmãos nos campos de concentração nazista.

O pai de Irena, um médico que falecera de tifus quando ainda pequena, lhe fez memorizar o seguinte: “Ajude sempre a quem estiver se afogando, sem levar em conta a sua religião ou nacionalidade. Ajudar cada dia alguém tem de ser uma necessidade que saia do coração.”

Os meninos só a conheciam pelo apelido: Jolanta.

Anos mais tarde, quando a sua história saiu num jornal com sua foto antiga, diversas pessoas entraram em contato: “Lembro de seu rosto... sou um daqueles meninos, lhe devo a minha vida, meu futuro, e gostaria de vê-la!”

Irena viveu anos numa cadeira de rodas pelas lesões e torturas impostas pela Gestapo.

Não se considera uma heroína e jamais reivindicou crédito por suas ações: “Poderia ter feito mais” e completa: “Este lamento me acompanhará até o dia de minha morte!”

Irena faleceu em uma segunda-feira, 12 de maio, de 2008.
ttp://www.pt.chabad.org


Médicos reconstituem traqueia com pele e costelas do paciente

29/11/2010 - 18h35

DA FRANCE PRESSE

http://www.folha.uol.com.br/

Uma equipe de cirurgiões franceses afirma ter conseguido pela primeira vez reconstruir a traqueia de vários pacientes com câncer usando um pedaço da pele e fragmentos dos próprios doentes.
"É a primeira substituição traqueal confiável do mundo", afirmou o professor Philippe Dartevelle, chefe do departamento de cirurgia toráxica e vascular do Centro Marie Lannelongue, perto de Paris, autor da inovação em parceria com um cirurgião plástico, Frederic Kolb.
A técnica, aperfeiçoada progressivamente desde 2004, foi utilizada em sete pacientes em seis anos. Cinco deles, que sofriam de câncer, estão bem e levam uma vida normal.
O transplante de traqueia praticado por Dartevelle e Kolb, chefe do serviço de cirurgia plástica e de reconstrução do Instituto Gustave Roissy, consiste em substituir a traqueia destruída ou obstruída por um novo tubo, idêntico, construído com o próprio tecido do paciente, o que evita a possibilidade de rejeição.
O enxerto é fabricado com um pedaço de pele (de 9 cm x 12 cm) retirado do antebraço do paciente, com os vasos sanguíneos. Depois, o tecido é "armado" com pedaços de cartilagem, retirados das costelas do paciente e cortados em finas tiras.
Em seguida, o pedaço de pele é dobrado e suturado para formar um tubo, que substituirá a traqueia. Ele deve ser rígido o suficiente para resistir à pressão da respiração, e flexível o bastante para acompanhar os movimentos do pescoço.
A técnica é utilizada atualmente por cirurgiões plásticos para reconstruir pedaços de nariz.
Os tumores da traqueia, duto que vai da laringe aos brônquios, podem matar um paciente em pouco tempo, pois causam asfixia.
"Quando se usa uma nova técnica, é preciso garantir que funcione e possa ser reproduzida", explicou Dartevelle.
Dos sete pacientes operados, dois faleceram em decorrência de uma infecção pulmonar. Os cirurgiões explicaram que estes dois "fracassos" ocorreram devido ao tamanho do enxerto realizado, que ia até os brônquios --longo demais para fazer a expectoração das secreções bronquiais sem os "cílios" que cobrem a traqueia normal.
A traqueia reconstituída é "perfeitamente vascularizada", destacou Dartevelle, e apresenta em sua superfície interna, que está em contato com a pele, um epitélio (camada superior da pele).
Experimentos têm sido feitos em animais para trocar o epitélio cutâneo usado até agora por um epitélio respiratório, produto de um cultivo com células ciliadas da nasofaringe.
"Até o momento, não havia uma solução aceitável para contar com uma verdadeira substituição traqueal", indicou Dartevelle, referido-se às diferentes técnicas testadas nos últimos cinquenta anos (transplantes, próteses, fragmentos de aorta, etc).
+ NOTÍCIAS EM EQUILÍBRIO E SAÚDE
http://www.folha.uol.com.br/

AZUL

AZUL

PERNAMBUCO

PERNAMBUCO
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

QUER PERSONALIZAR SEU BLOG?CLIQUE NO SELO E FALE A MERI!!!!