Seguidores

Sta. Maria - A maior tragédia de nossas vidas


A certeza na imortalidade da alma é um grande consolo e elimina o desespero, mas a dor é sempre a dor... para todos, as nossas preces e solidariedade.(Gezsler West)


Sta. Maria - A maior tragédia de nossas vidas

Por Fabrício Carpinejar. "Poeta, cronista e louco pela verdade a ponto de mentir"
...
Morri em Santa Maria hoje. Quem não morreu? Morri na Rua dos Andradas, 1925. Numa ladeira encrespada de fumaça.

A fumaça nunca foi tão negra no Rio Grande do Sul. Nunca uma nuvem foi tão nefasta.

Nem as tempestades mais mórbidas e elétricas desejam sua companhia. Seguirá sozinha, avulsa, página arrancada de um mapa.

A fumaça corrompeu o céu para sempre. O azul é cinza, anoitecemos em 27 de janeiro de 2013.

As chamas se acalmaram às 5h30, mas a morte nunca mais será controlada.

Morri porque tenho uma filha adolescente que demora a voltar para casa.

Morri porque já entrei em uma boate pensando como sairia dali em caso de incêndio.

Morri porque prefiro ficar perto do palco para ouvir melhor a banda.

Morri porque já confundi a porta de banheiro com a de emergência.

Morri porque jamais o fogo pede desculpas quando passa.

Morri porque já fui de algum jeito todos que morreram.

Morri sufocado de excesso de morte; como acordar de novo?

O prédio não aterrissou da manhã, como um avião desgovernado na pista.

A saída era uma só e o medo vinha de todos os lados.

Os adolescentes não vão acordar na hora do almoço. Não vão se lembrar de nada. Ou entender como se distanciaram de repente do futuro.

Mais de duzentos e cinquenta jovens sem o último beijo da mãe, do pai, dos irmãos.

Os telefones ainda tocam no peito das vítimas estendidas no Ginásio Municipal.

As famílias ainda procuram suas crianças. As crianças universitárias estão eternamente no silencioso.

Ninguém tem coragem de atender e avisar o que aconteceu.

As palavras perderam o sentido.

 

11 comentários:

  1. Incrível essa tragédia..Texto forte, lindo do Fabricio! beijos praianos,chica

    ResponderExcluir
  2. Uma tragédia que enluta o país e que as autoridades devem buscar tomar medidas para que não se repitam.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Como bem vc iniciou, sabemos que a morte não existe, mas a tristeza pela morte de um jovem é enorme. Mesmo não pertencendo a essas famílias, sentimos, nos solidarizamos. Oremos em favor dessas vítimas e suas famílias. Muita paz!

    ResponderExcluir
  4. Zilda,
    Essa foi uma tragédia forte demais. Tantas vidas ceifadas assim, por tantos erros, tantos descasos.
    Não tem como não ser solidário num momento como esse. Se não estamos perto, podemos enviar vibrações de amor para essas famílias e esses seres que retornam à pátria espiritual.

    ResponderExcluir
  5. Olá, vim visitar e conhecer seu cantinho! É lindo, parabéns...
    Aproveito também para te seguir, assim posso acompanhar as novidades!

    te convido a me visitar, e conhecer meu trabalho com artesanato. Lá no meu blog, tem dicas e truques de artesanato, divulgação de sorteios, brincadeiras e principalmente, o que me faz artesã como você, os meus trabalhos!

    Venha me visitar, será sempre bem vinda :)

    Beijos, Aline =*

    ResponderExcluir
  6. Olá, querida Zilda
    SIM... todos morremos ou parte nós com eles...
    To voltando das férias...
    Bjs fraternos de paz

    ResponderExcluir
  7. Morremos um pouco a cada tristeza e diante dessa fatalidade, parentes e amigos das pessoas envolvidas, certamente morreram juntas. Enterrar um filho não deve ser fácil, imagina enterrar dois filhos? O desespero dos pais era alguma coisa que jamais gostaria de passar. Que a fé lhes traga conforto! Beijus

    ResponderExcluir
  8. Adoro os textos do Carpinejar... seus livros são muito bons! Ele sabe expressar muito bem um sentimento. Que bom que postou este texto aqui. beijos

    ResponderExcluir
  9. Luz para cada família, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  10. Sou fã do Carpinejar. Inclusive, já postei vários textos desse escritor gaúcho.
    E como sempre, ele conseguiu nos emocionar mais uma vez.
    Muito triste! A irresponsabilidade e a ganância de uns atingindo tantos outros indefesos.
    Este trecho foi demais:
    "A saída era uma só e o medo vinha de todos os lados."
    Beijocas, amiga!

    ResponderExcluir

OBRIGADA POR SEU COMENTÁRIO,SE ACHAR QUE VALE A PENA COMPARTILHE EM SUAS REDES SOCIAIS.
GRANDE BEIJO!!!

AZUL

AZUL

PERNAMBUCO

PERNAMBUCO
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

QUER PERSONALIZAR SEU BLOG?CLIQUE NO SELO E FALE A MERI!!!!