Seguidores

AS CRIANÇAS,O BALÃO E A VERDADE

BLOG MULHER 7X7 Seg, 19/10/09 Por Isabel Clemente | Vocês devem ter visto o caso da família americana que fez o mundo acompanhar o resgate de um balão desgovernado onde, supostamente, o filho caçula estaria preso. Sabe-se agora que tudo não passou de uma armação dos pais – chegados num reality show - para chamar a atenção. Não havia ninguém dentro do balão. O menino esteve o tempo todo escondido em casa a pedido dos pais. A fraude veio à tona durante uma entrevista ao vivo para uma rede de televisão, graças à espontaneidade do menino de seis anos, pivô da história. Quando o repórter perguntou a ele por que não havia respondido ao chamado dos pais, o garoto disse, do alto de sua sinceridade, que eles tinham dito que tudo “fazia parte de um show”. Não tendo mais nada a dizer, a família se retirou de cena e agora enfrenta uma acusação criminal por ter enganado as autoridades. Esse caso permitiria várias discussões interessantes, mas fico com a cena “do menino falando a verdade e deixando todo mundo com cara de paisagem”. Descontando o absurdo daquela história de usar uma criança para montar uma farsa, quem já não passou por algum constrangimento diante da sinceridade dos pirralhos? Minha filha mais velha, que tem 3 anos, perguntou certa vez ao pai, na cara da atendente da sorveteria, se ela era menino ou menina. A moça tinha um buço bastante avantajado e, para uma criança pequena, buço é bigode, acessório masculino. Meu marido não sabia onde se enfiar. Abro parênteses aqui para contar que nossa menina fez a mesma pergunta sobre Michael Jackson quando eu mostrei o clip de “Black and White” para ela. Uma amiga conta a história do garoto que, pela primeira vez na vida diante de um anão, mandou o seguinte comentário antes de deixar o elevador: “Bem feito, quem mandou não comer tudo?”. A porta do elevador fechou antes que a mãe pudesse se desculpar. Crianças são, involuntariamente, preconceituosas porque mostram surpresa com tudo o que é diferente, inclusive pessoas. Por mais que a gente tente antecipar situações novas, elas continuarão se surpreendendo com o inusitado e o comum, nos chamando a olhar a vida de outra maneira. Essa língua sem freios e essa curiosidade que nos faz buscar explicações para a origem de tudo é o que torna nosso convívio com crianças uma experiência única, lúdica, enriquecedora e, às vezes, claro, com alguma dose de constrangimento. E aí, qual foi a última vez que você se viu em maus lençóis por causa da sinceridade de uma criança?

8 comentários:

  1. Geeeeente!Fiz de tudo pra o texto sair espaçado,mas ele bateu com o pé,teve vontade própria e só ficou assim...Fazer o que né??????
    Beijo!!!

    ResponderExcluir
  2. Usar uma criança para se promover é o fim.

    “Mesmo as noites totalmente sem estrelas podem anunciar a aurora de uma grande realização” Martin Luther King

    Abraços com todo meu carinho

    ResponderExcluir
  3. Eis-me aqui, conterrânea amiga!
    Parabéns pela campanha em prol da vida!

    Abraço fra/terno

    ResponderExcluir
  4. Obrigada Eduardo pela visita.Volte sempre.Bj no coração.

    ResponderExcluir
  5. Que bom a presença do comterrâneo...Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  6. Ai!!!!!!!!!!!!*CONTERRÂNEO!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Amei seu comentário em meu blog!
    Criança é isso!
    Achei ridículo o papel dos pais dessa criança,mas eles esqueceram que criança é feita de verdade e não conseguiram mudar isso nesse filho.
    Bjssss...

    ResponderExcluir

OBRIGADA POR SEU COMENTÁRIO,SE ACHAR QUE VALE A PENA COMPARTILHE EM SUAS REDES SOCIAIS.
GRANDE BEIJO!!!

AZUL

AZUL

PERNAMBUCO

PERNAMBUCO
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

QUER PERSONALIZAR SEU BLOG?CLIQUE NO SELO E FALE A MERI!!!!