Seguidores

Depois da eleição, preconceito polariza debates na internet




terça-feira, 2 de novembro de 2010
Uma declaração preconceituosa e baseada em dados imprecisos postada no Twitter por uma estudante de direito de São Paulo causou grande polêmica nas redes sociais. A aluna atribuiu aos nordestinos a derrota de José Serra (PSDB) nas eleições presidenciais.O embate regionalista tomou conta das discussões no microblog, com reações imediatas contra a infeliz frase e também com comentários de moradores das regiões Sul e Sudeste.

"Nordestisto (sic) não é gente.Faça um favor a SP: mate um nordestino afogado!", escreveu a estudante, durante a madrugada. Ela também usou o Facebook para mostrar a indignação com a vitória de Dilma Rousseff (PT) e culpar o povo do Nordeste pela derrota."Afunda Brasil. Deem direito de voto pros nordestinos e afundem o país de quem trabalha pra sustentar vagabundos que fazem filhos pra ganhar o bolsa 171", postou.

O comentário repercutiu tanto, que,ao meio-dia de ontem,o hashtag #nordestisto-escrito de forma incorreta pela estudante- passou a ser a terceira palavra mais comentada pelos usuários do microblog.A guerra regional fez outros termos serem mais acessados ainda: "orgulho de ser nordestino" e "norte/nordeste e sul/sudeste".Quando o caso começou a repercutir, a estudante publicou mensagens desculpando-se. Mais tarde, cancelou seus perfis.

As declarações preconceituosas podem resultar na prisão dos autores das frases. De acordo com a legislação brasileira, crimes contra a procedência nacional preveem pena de até três anos. Um jurista ouvido pela reportagem explicou que as redes sociais são consideradas meios de comunicação. "Qualquer informação ofensiva à honra ou preconceituosa é suscetível de apuração e apenação, como em qualquer outro veículo de comunicação", explicou.

Já o cientista político David Fleischer, da Universidade de Brasília (UnB), lembrou que há um preconceito muito forte contra o Nordeste em estados das regiões Sul e Sudeste. "A pessoa deveria procurar outras razões para a derrota do Serra, porque, no Brasil, o voto de cada um tem peso igual. Se a eleição brasileira fosse como nos Estados Unidos, onde os votos são divididos por estado, de acordo com o número de delegados, aí sim se poderia atribuir a derrota a um estado, mas jamais com o uso do proconceito", comparou o cientista.

Números

A polêmica foi criada a partir de uma falsa ideia de que os votos da Região Nordeste teriam sido os responsáveis pela eleição de Dilma. Levantamento feito pelo Correio, com base nos resultados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mostra que a candidata do PT venceria o pleito mesmo que fossem considerados apenas os votos das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Norte.No cenário em que os votos do Nordeste não são contabilizados, Dilma ficaria com 1,3 milhão de votos a mais que Serra. Até mesmo se fossem contabilizados somente os votos do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, a petista sairia vencedora, com cerca de 300 mil votos à frente do tucano.

Embora a presidente eleita tenha sido superada pelo adversário em São Paulo, o maior colégio eleitoral do país, ela venceu no segundo e no terceiro estados de maior eleitorado,Minas Gerais e Rio de Janeiro, respectivamente.No Nordeste, Dilma superou Serra em mais de 10 milhões de votos. Na contagem oficial do TSE, ela atingiu 12 milhões de votos a mais que o concorrente em todo o país.


CNBB cobra promessas

» Em nota divulgada ontem, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil cumprimentou deputados, senadores, governadores e, claro, a presidente eleita, Dilma Rousseff."Dela e dos demais eleitos se espera fidelidade no cumprimento das promessas apresentadas durante a campanha. O compromisso de todos é unir os esforços na construção de um Brasil com paz, justiça social e vida plena para todos. Pesa sobre os ombros de cada um dos eleitos a responsabilidade de corresponder plenamente às expectativas e à confiança, não só de seus eleitores, mas de toda a Nação brasileira", diz a nota da CNBB. A entidade reforçou, ainda, que cabe agora aos brasileiros a "irrenunciável tarefa de acompanhar os eleitos no exercício do mandato, a fim de que não se percam nos caminhos do poder".

10 comentários:

  1. Olá,

    Essa moça não pode ser culpada de nada, afinal, o candidato dela, na sua propaganda, insistiu em pedir o voto dos brasileiros de bem. Logo, os mais de 55% de brasileiros que não votaram nele são brasileiros do mal.

    Este sr. Serra, perdoem aqueles que votaram nele, mereceria alguns processos judiciais pelas tantas bobagens que disse e fez. Entre elas acusar o Vox qdo ficou atrás na pesquisa e não acusar os outros institutos que o colocaram atrás nas pesquisas tbém, por aquela encenação no Rio, pela propaganda subliminar de pedir o voto das pessoas de bem...afinal, ninguém deseja ser do mal, qtos podem e devem ter votado nele por causa dessa intimidatória forma de pedir voto?

    Seria bom q essa moça atentasse p alguns dados: SP há mto é tida como a maior cidade nordestina do Brasil, logo, +- metade dos votos da capital paulista devem ter sido de nordestinos, assim como +- a metade da riqueza gerada nesta capital, quiçá no estado de SP todo, o é por nordestinos. Quem sabe até o computador no qual difundiu essa bobagem não tenha sido feito por mãos nordestinas!

    Deveriam mandá-la junto com o Serra e seus assessores p viverem e tirarem seu sustento no Sertão Nordestino durante uma semana.

    Uma das grandes mulheres do RS é a baiana Lícia Peres, casualmente, grande amiga da Presidenta eleita.

    Saúde e felicidades
    JPMetz

    ResponderExcluir
  2. Onde foram parar os valores da nossa juventude?
    Aliás, está se tornando corriqueiro os estudantes de São Paulo estarem envolvidos em polêmicas desse tipo, vide os casos Uniban (onde uma aluna quase foi linchada) e Unesp (onde acontecia o "rodeio das gordas"). Lamentável...

    ResponderExcluir
  3. Zilda,

    Há pouco mentei no blog do 007 sobre este mesmo assunto... Esse episódio lamentável é resultado da campanha de ódio disseminada nesse último pleito. Mas por outro lado, ao mesmo tempo que temos a proliferação de absurdos, vemos uma outra faceta, também da juventude, a daqueles que se indignam e reagem denunciando abusos e preconceitos, e que ajudam a garantir que esses casos não fiquem impunes. A Internet é um instrumento poderoso, que pode ser usado para o bem ou para o mal. E felizmente, apesar de tudo o que vivenciamos nesse processo eleitoral, creio que o bem tem prevalecido.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Minha amiga nada mas nada mesmo vai mudar o resultado das urnas. Preconceitos fora. Abraços por onde andas?

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Obrigada Suzy!!!Valeu mesmo.Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  7. É isto querida companheira de luta na net!!!!!Não se conformam em aceitar a derrota.Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  8. Essa postura preconceituosa é tão "velha", não esperava que com tanto acesso à informação, à discussão de idéias e fatos que ocorrem em todo o mundo, com diferentes culturas, modos de vida e valores, a compreensão das diferenças já tivesse sido internalizada o que não ocorreu.

    Paralelamente ao preconceito de região veio à tona, novamente, o preconceito de classe frases como: porque pobre vota tão errado? e outras do mesmo tipo, mancharam de vergonha as páginas do facebook.

    Parece uma máquina do tempo trazendo um passado execrável à tona.

    O desânimo bateu mesmo... mas vai passar ...

    ResponderExcluir
  9. Valeu Antonio!!!!Bom te ver,bjssssssssssss

    ResponderExcluir
  10. Obrigada anônimo,mas não desanima;sigamos em frente.Volta sempre.

    ResponderExcluir

OBRIGADA POR SEU COMENTÁRIO,SE ACHAR QUE VALE A PENA COMPARTILHE EM SUAS REDES SOCIAIS.
GRANDE BEIJO!!!

AZUL

AZUL

PERNAMBUCO

PERNAMBUCO
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

QUER PERSONALIZAR SEU BLOG?CLIQUE NO SELO E FALE A MERI!!!!