Seguidores

BLOGAGEM COLETIVA PROPOSTA PELA AMIGAS,ROSÉLIA,GINA E RUTE SOBRE A MELHOR IDADE...AFINAL ,O QUE É O TEMPO?


Santo Agostinho, que não era nenhum ignorante,confessou honestamente a sua dificuldade em definir o tempo.Escreveu ele:”QUE É, ENTÃO, TEMPO?SE NINGUÉM ME PERGUNTAR,EU SEI;SE DESEJO EXPLICÁ-LO A ALGUÉM QUE ME PERGUNTE,NÃO SEI MAIS”.
SEGUNDO J.W.DUNNE, NÃO É O TEMPO QUE PASSA POR NÓS E SIM NÓS QUE PASSAMOS PELO TEMPO E É PRECISAMENTE A NOSSA VIAGEM ATRAVÉS DA DIMENSÃO TEMPORAL QUE NOS PROPORCIONA A ILUSÃO DO MOVIMENTO. (DO LIVRO A MEMÓRIA E O TEMPO – HERMÍNIO C.MIRANDA)

Afinal, o que é o tempo?...


Há horas em nossa vida que somos tomados por uma enorme sensação de inutilidade, de vazio.
Questionamos o porquê de nossa existência e nada parece fazer sentido.
Concentramos nossa atenção no lado mais cruel da vida, aquele que é implacável e a todos afeta indistintamente: As perdas do ser humano.

Ao nascer, perdemos o aconchego, a segurança e a proteção do útero.
Estamos, a partir de então, por nossa conta.
Sozinhos.
Começamos a vida em perda e nela continuamos.
Paradoxalmente, no momento em que perdemos algo, outras possibilidades nos surgem.
Ao perdermos o aconchego do útero, ganhamos os braços do mundo.
Ele nos acolhe: nos encanta e nos assusta, nos eleva e nos destrói.
E continuamos a perder e seguimos a ganhar.
Perdemos primeiro a inocência da infância.
A confiança absoluta na mão que segura nossa mão, a coragem de andar na bicicleta sem rodinhas por que alguém ao nosso lado nos assegura
que não nos deixará cair...
E ao perdê-la, adquirimos a capacidade de questionar.
Por que? Perguntamos a todos e de tudo.
Abrimos portas para um novo mundo e fechamos janelas, irremediavelmente deixadas para trás.

Estamos crescendo.
Nascer,
crescer,
adolescer,
amadurecer,
envelhecer,
morrer

Vamos perdendo aos poucos alguns direitos e conquistando outros.
Perdemos o direito de poder chorar bem alto, aos gritos mesmo, quando algo
nos é tomado contra a vontade.
Perdemos o direito de dizer absolutamente tudo que nos passa pela cabeça sem medo de causar melindres.
Assim, se nossa tia às vezes nos parece gorda tememos dizer-lhe isso.

Receamos dar risadas escandalosamente da bermuda ridícula do vizinho ou puxar as pelanquinhas do braço da avó com a maior naturalidade do mundo e ainda falar bem alto sobre o assunto.
Estamos crescidos e nos ensinam que não devemos ser tão sinceros.
E aprendemos.
E vamos adolescendo ganhamos peso, ganhamos pêlos, ganhamos altura,
ganhamos o mundo.
Neste ponto, vivemos em grande conflito.
O mundo todo nos parece inadequado aos nossos sonhos
ah! os sonhos!!!
Ganhamos muitos sonhos.
Sonhamos dormindo,
sonhamos acordados,
sonhamos o tempo todo.

Aí, de repente, caímos na real!
Estamos amadurecendo, todos nos admiram.
Tornamo-nos equilibrados, contidos, ponderados.
Perdemos a espontaneidade.
Passamos a utilizar o raciocínio, a razão acima de tudo.
Mas não é justamente essa a condição que nos coloca acima (?) dos outros animais?
A racionalidade, a capacidade de organizar nossas ações de modo lógico e racionalmente planejado?

E continuamos amadurecendo ganhamos um carro novo, um companheiro, ganhamos um diploma.
E desgraçadamente perdemos o direito de gargalhar, de andar descalço, tomar banho de chuva, lamber os dedos e soltar pum sem querer.
Mas perdemos peso!!!
Já não pulamos mais no pescoço de quem amamos e tascamos - lhe aquele beijo estalado, mas apertamos as mãos de todos, ganhamos novos amigos,
ganhamos um bom salário, ganhamos reconhecimento, honrarias, títulos honorários e a chave da cidade.
E assim, vamos ganhando tempo , enquanto envelhecemos.

De repente percebemos que ganhamos algumas rugas, algumas dores nas costas (ou nas pernas), ganhamos celulite, estrias, ganhamos peso ,e perdemos cabelos.
Nos damos conta que perdemos também o brilho no olhar, esquecemos os nossos sonhos, deixamos de sorrir.
perdemos a esperança.
Estamos envelhecendo.

Não podemos deixar pra fazer algo quando estivermos morrendo.
Que a gente cresça e não envelheça simplesmente.
Que tenhamos dores nas costas e alguém que as massageie.
Que tenhamos rugas e boas lembranças.
Que tenhamos juízo mas mantenhamos o bom humor e um pouco de ousadia.
Que sejamos racionais, mas lutemos por nossos sonhos.
E, principalmente, que não digamos apenas eu te amo, mas ajamos de modo que aqueles a quem amamos, sintam-se amados mais do que saibam-se amados.

Afinal, o que é o tempo?
Não é nada em relação a nossa grande missão.
E que missão!
Fique em Paz!
Texto enviado pela amiga Cibele Menini
http://www.amelhoridade.kit.net/index.htm

MEU IRMÃO(DE CAMISA LARANJA)COMEMORANDO SEUS 60 ANOS COM UMA FESTA ANOS 60!!!!!

61 comentários:

  1. Quando vivemos com a convicção de que somos espíritos eternos, o tempo que passamos na Terra
    é apenas, uma fase da nossa vida
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Élys pela presença amiga de sempre.Bjs na alma.

    ResponderExcluir
  3. Mais um texto dessa coletiva que toca na missão. Se a gente perde a noção de que não estamos aqui à toa, que temos uma missão, a vida pode parecer sem sentido.
    A reflexão da Cibele foi alargando as fases e nós sabemos que a vida não é o que vemos. Há todo um mundo espiritual para onde todos voltaremos.
    Entre perdas e ganhos, precisamos evoluir, não é mesmo?
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. O que é o tempo?
    O tempo é....É um ente simplesmente imaterial, transcendental até. E sempre foi essa sua característica constante, universal. Ao pensá-lo, perguntamos, muitas vezes, se essa carência de corporalidade, de materialidade, essa intangibilidade, não foi sempre seu traço fundamental que o distingue das coisas palpáveis; desde seu surgimento num suposto big bang, até a eternidade indefinível e inalcançável. Precisamente por essa fugidia característica, poder-se-ia atribuir a ele quaisquer virtudes ou vícios que a outros entes parecessem aberrantes. A ele, quaisquer rótulos, por mais insólitos e depreciativos que pareçam, se lançam impunemente sem o temor de cometer desatinos. O tempo absorve nossos caprichos, impassível e obtuso na sua marcha amoque rumo ao vir a ser. O tempo não existe em virtude de seres pensantes que o definem ou tentam enquadrá-lo em parâmetros humanos, ele simplesmente É

    ResponderExcluir
  5. AH! O tempo, esse implacável! Estou como Santo Agostinho e participando dessa fase da vida , não foi fácil, não! Estou até deprimida, pois não envelhecemos na cabeça. Nosso corpo pouco a pouco vai carecendo de tudo. A cabeça sempre jovem aventureira. Sentir que estou na reta final dessa existência aqui, me deprime. Fique com Deus! Tenha uma linda e abençoada semana! Bjbj!

    ResponderExcluir
  6. Que lindo texto,Zilda. O danado do tempo passa mas vamos com ele ,nos modificando, mas aprendendo e enfrentando os anos com cabeça boa e corpo saudável, s ELE quiser ...beijos,chica

    ResponderExcluir
  7. Olá, Zilda!

    Que texto maravilhoso! Quantas perdas e quantos ganhos vamos adquirindo no decorrer de nossas vidas! E o bom mesmo é usufruir do que cada fase tem a nos oferecer com muita intensidade.
    Quero envelhecer, se Deus me permitir, com muita naturalidade, com ânimo, e com sonhos, asssim como minha mãe. Não quero perder o brilho da vida. Sei que as limitações serão muitas (ou não), mas, o importante é superá-las e viver feliz até o último instante.

    Beijos
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  8. Muito obrigada Gina por comentário tão acertado.Bjss

    ResponderExcluir
  9. Obrigada Jair por enriquecer nossa coletiva com seu comentário!Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  10. Muito certo Chica e vamuquivamu!!!!Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Tô contigo Socorro;Bjs e obrigada pela presença.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Apesar de envelhecermos ao longo da vida,devemos agradecer por alcançar a terceira idade,pois muitos não o conseguiram.Belo texto o teu.Beijos

    ResponderExcluir
  14. muito lindo seu texto....boa semana para vc....bjs

    ResponderExcluir
  15. Olá, amiga
    Desejo-lhe que a encontre neste mês assim:

    "...um amanhecer colhido na luz do teu olhar, orvalhado de emoções vividas". (Meliss)

    Querida, que texto tão bem escrito!!! Reflexivo...
    Essa meditação também se deu em mi m da maturidade minha pra cá:
    DE ONDE VIM???
    ONDE ESTOU???
    PARA ONDE VOU???
    Discernimento da nossa própria vida...
    Maravilhoso!!!
    Até Maria questionou: "Por que fizeste isso conosco???"
    Assim que...
    A estrofe dos sonhos me pareceu familiar...
    Ah!!! Como eu sonho...
    Na Melhor Idade... o equilíbrio... a ponderação... se fazem mais presentes... ainda bem!!!!
    Tento não perder o meu sorriso... a minha alegria ainda que interior... aprendi... tem como... e, além de tudo... posso contar com o Dom divino...
    Sabe de uma coisa que me tocou... ainda bem que tenho alguém pra massagear as minhas costas doloridas... acabo de chegar da massoterapeuta...

    No dia 22, tem festa no meu blog que fará 2 anos... vou esperar vc, com muito carinho...
    A nossa Blogagem Coletiva é: O QUE É ESPIRITUALIDADE PARA MIM???
    Participe como puder... seja muito bem vinda!!!

    Mesmo que uma lágrima brote como o orvalho em nossa face nesse momento...
    Confiemos que Deus tem toda a proteção da nossa vida...
    Espero vc no próximo mês...
    Bjs de paz
    http://espiritual-idade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Olá amiga!
    Que texto verdadeiro e lindo, nosso tempo, não podemos fugir dele, precisamos aprender a fluir com ele. Bjs. Ieda.

    ResponderExcluir
  17. oi, so agora consegui chegar, bjo bjo

    http://anacristinap.blogspot.com/2011/08/blogagem-coletiva-fases-da-vida-melhor.html

    ResponderExcluir
  18. Zilda,

    Essa blogagem coletiva fase da vida, é maravilhosa.
    Eu ganhei muitos amigos e experiência.
    Quantas experiências de vidas eu conheci,e que me fizeram refletir muito sobre o ser humano e suas fases.
    Parabéns para o seu irmão, que na verdade não parece estar com 60 anos.
    Lindo texto. Abraço

    ResponderExcluir
  19. lindo blog querida parabéns removi as coisinhas lá no blog ve se consegue seguir bjsssss

    http://soucristaoesirvoajesus.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  20. Olá Zilda...obrigada pela visitinha no meu blog...estou retribuindo a visita e já estou te seguindo tb...
    beijinhossss

    ResponderExcluir
  21. OI flor vim retribuir a visitinha e ja estou seguindo!!
    bjus
    http://mmoniquebelezaeestilo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Oi Zilda!
    Que delícia ler estes textos desta blogagem!
    Que bela participação! O tempo, ah este inexorável tempo! Ele passa e nós vamos acrescentando a nossa vida experiências, boas e ruins que nos fazem crescer a cada etapa.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  23. Obrigada pela presença Valéria!!Bjs no coração.

    ResponderExcluir
  24. Que a gente cresça e não envelheça simplesmente.
    De fato! Que sim!
    Que a gente cresça e não envelheça simplesmente.

    Era bom que todo mundo soubesse qual sua missão na terra, talvez assim não existisse tanta gente amargurada pelo mundo fora.
    Muito bom compartilhar de seus pensamentos.
    Beijinhos.
    Rute

    ResponderExcluir
  25. Eu penso que estamos a caminho da perfieição. Somos espiritos contando tempo em cada plano. E pena que as vezes não temos tempo para avançar. Mas temos tempo para opinar no teu blog nessa blogagem coletiva que auxilia ensina e mostra em vários blogs o quão devemos encontrar esse famoso tempo....

    ResponderExcluir
  26. Olá Zilda,estou retribuindo a visita e te seguindo também. Muito luz no seu blog encontrei, que bom. Um abraço.

    ResponderExcluir
  27. Valeu Rute!!Obrigada e bjs no coração.

    ResponderExcluir
  28. Gaúcho amigo querido,muito bom te ver!!Bjs na alma

    ResponderExcluir
  29. Oi, Zilda, o tempo passa e nós passamos com ele. É tudo muito natural. A lei da vida. Nascemos, crescemos, envelhecemos e morremos. O negócio é fazermos o melhor possível para sermos felizes. Beijos.

    ResponderExcluir
  30. Olá querida,vim retribuir a visita já estou te seguindo para acompanhar as novidades,adorei seu blog e volto depois para passear com calma,não te achei nas seguidoras...Quero te pedir um grande favor...

    Estou participando de um concurso Uma rosa feita por mim! E preciso de votos
    Meu trabalho é o Nº 12 FABÍOLA DEL FIUME-BRASIL

    O LINK É ESSE:
    http://edaynepontocruz.blogspot.com/2011/08/votacao-do-concurso-uma-rosa-feita-por.html

    Me ajude votando,se puder pedir aos seus amigos e amigas para votarem também,ficarei muito agradecida!!Beijos
    Obrigada!

    Fabíola
    http://artesempontocruz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. Adorei a imagem do Sakura,quanta paz me recorda.Adorei seu dois blogs,tbm estou seguindo ambos,rsrs adorei a tematica a variedade.Parabens!
    bjks Dri

    ResponderExcluir
  32. Ola, muito obrigada pela sua visita. estou comesando agora neste mundo de blogs. E a sua visita e comentarios é muito importante para mim, tb ja estou te seguindo. obrigada

    ResponderExcluir
  33. Zilda querida!!!Linda sua postagem..Tempo é o que precisamos e missão é nosso dever para fazer o melhor aqui e levar conosco todo o bem...
    Paz e bem

    ResponderExcluir
  34. Zilda
    Minha amiga aqui estou comosempre emocionada com seu post. Quanta coisa que foi dita e me tocou profundamente. O que é o tempo? Estamos nele seguindo em frente, mas asimilnado sabedoria, confiança e o desejo intenso de estar em constante evolução/ busca.

    Beijos no seu coração

    ResponderExcluir
  35. Casa das Trufas,obrigada pela visita.Bjss

    ResponderExcluir
  36. Obrigada Irene pela carinhosa visita.Bjs na alma.

    ResponderExcluir
  37. Olá querida, vim retribuir sua visitinha, também sou blogueiras unidas meu n° 617, um gde bju Gica
    evabygicanadaleti.blogspot.com

    ResponderExcluir
  38. OI querida tbm amo crochê assim como vc rsrrs.vim conhecer o seu cantinho e amei e aproveitei para te seguir bjs e até mais...

    ResponderExcluir
  39. Zilda,
    vim só avisar que a BCFV ainda não terminou.
    Tem já publicado o post da próx fase (SET).
    Beijinhos.
    Rute

    ResponderExcluir
  40. Zilda, q texto maravilhoso. Realmente, estamos sempre perdendo e ganhando. Nem sempre os ganhos são bons, as pelancas por exemplo, mas tudo depende da forma q nos relacionamos com essas perdas e ganhos. Pode ser q a vida fique muito desagradável, mas pode ser q a amemos mais. Muita paz!

    ResponderExcluir
  41. Viver com intensidade...beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  42. Olá, Zilda!Caminhei, caminhei e cheguei hoje aqui!O texto encaixa como uma luva naquilo que penso sobre a vida, perdemos algumas coisa, mas ganhamos outras ao longo da vida. Não devemos é ficar suspirando pelo que perdemos, mas sim alegrar-mo-nos por aquilo que conquistamos!Adorei vir aqui, fez-me reflectir!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  43. Zilda, linda sua participação, a melhor idade é aquela que queremos ter, podemos passar por vária fases da vida da melhor maneira possível, só depende de nós.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  44. Demorei, mas vim conhecer sua participação!
    E que texto excelente você escolheu!

    Em cada fase da vida existem bons e maus momentos. A máxima sabedoria é mudar o que pode ser mudado e aceitar o que não pode.

    Beijo

    ResponderExcluir

OBRIGADA POR SEU COMENTÁRIO,SE ACHAR QUE VALE A PENA COMPARTILHE EM SUAS REDES SOCIAIS.
GRANDE BEIJO!!!

AZUL

AZUL

PERNAMBUCO

PERNAMBUCO
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

QUER PERSONALIZAR SEU BLOG?CLIQUE NO SELO E FALE A MERI!!!!