Seguidores

MAIS PRESENTE DO QUE NUNCA

MAIS PRESENTE DO QUE NUNCA

Fátima Irene Pinto Quase 2 meses sem você, Mãe!

Vejo-me de repente vestindo o avental que era seu, tentando fazer-lhe as vezes na rotina doméstica... mas como sou desastrada! Estou ficando tão parecida com você, Mãe! Percebo que o barulho do chinelo que hoje ecoa pela casa é igual ao seu, embora seja eu a andar de lá para cá. Meus filhos quando me vêem assim tão maternal, nada comentam, mas sinto em seus olhares uma doce aprovação. É bem verdade que também se impacientam quando meus ouvidos falham e eu demoro a ouvir o que eles dizem... e ficam bravos quando eu me perco toda nestes complicados aparelhos de última geração: até para assistir um DVD eu preciso chamá-los pois o "remoto controle" (mental) já não entende os "controles remotos" dos sofisticados aparelhos de hoje... acho que estou ficando velha, Mãe! Mas por que há tanta doçura e tanta fé no meu coração? Por que o tempo dedicado às preces diárias tornou-se o meu horário nobre e mais feliz? De onde está vindo esta paciência e esta brandura que me faltavam? Tenho mudado muito, Mãe! Não obstante, tenho ainda aqueles defeitos, carências e questionamentos e sobretudo aqueles ideais que você conhecia tão bem! Quando a saudade aperta muito, eu abro o seu guarda-roupa e abraço o seu vestido verde de festa. Não a sinto longe, não a sinto morta. Na verdade sinto-a por perto, mesmo que não possa vê-la... acho que você deixou tudo aqui impregnado da sua vibração radiante e otimista. Sabe, continuo arredia (ao contrário de você que fazia amizades onde quer que fôsse) mas não sei se se pode mudar um velho e arraigado traço de misantropia. Engraçado... eu tinha tanto medo de perdê-la e no entanto percebo agora que não a perdi: eu a ganhei de forma sumamente mais plena, na medida em que vou assimilando um pouquinho das suas mais delicadas virtudes. Espero que possa estar recebendo estas linhas. Espero ainda que esteja gostando das flores que diariamente eu tenho colocado no seu pequeno altar. Receba todo o amor de sua filha! Descalvado - SP Março/2005

4 comentários:

  1. Na verdade aqueles que amamos estão junto de nós sempre através dos nossos pensamnetos.

    ResponderExcluir
  2. Muito acertado amigo gaúcho!!!!!!!Beijão

    ResponderExcluir
  3. Olá, a sensibilidade da sua carta é uma homenagem ao encantamento das mães maravilhosas que assim como vc eu também tive e já partiu. Feliz de nós que temos seu dna de amor Parabéns e adorei a visita.

    ResponderExcluir

OBRIGADA POR SEU COMENTÁRIO,SE ACHAR QUE VALE A PENA COMPARTILHE EM SUAS REDES SOCIAIS.
GRANDE BEIJO!!!

AZUL

AZUL

PERNAMBUCO

PERNAMBUCO
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

QUER PERSONALIZAR SEU BLOG?CLIQUE NO SELO E FALE A MERI!!!!